Racismo nos EUA alastra-se desde os grotões do Sul a NY

Sob o Estado policial de Bush ressurgem as cordas de forca penduradas – ao modo Ku Klux Klan – na pequena Jena (Louisiana) e em plena Universidade Columbia, além do espancamento de um jovem negro por cinco racistas nas ruas de Nova Iorque

Em pouco mais de duas semanas, uma onda de violência racista expôs as entranhas de Nova Iorque sob o regime de W. Bush: cordas de forca penduradas – ao modo Ku Klux Klan – em plena Universidade Colúmbia, uma das principais do país, na porta de uma família negra no bairro do Queens e até no Marco Zero das torres derrubadas do World Trade Center; espancamento de um jovem negro com bastão de beisebol por cinco brancos, às vésperas de se completar um ano da execução, pela polícia de Nova Iorque, de um jovem negro desarmado, Sean Bell, com 50 tiros; e pixações (também na Colúmbia) aconselhando “jogar bomba atômica em Meca, Bagdá, Teerã, Jakarta e em todos os selvagens africanos”. As cordas de enforcamento já tinham aparecido no caso dos “Seis de Jena” (Louisiana), em que o promotor pede 100 anos de prisão para os rapazes negros que foram ameaçados por sentarem sob uma “árvore só para brancos”, e que depois de várias provocações deram um leve corretivo num dos segregacionistas.

INCENTIVO

Mas não se trata de nenhum relâmpago em céu de brigadeiro. Há uma escória que vem se dedicando a esses atos, e que age com desenvoltura porque se sente apoiada e incentivada pelo regime de W. Bush e por larga parcela da mídia. Ao criar um estado de demo-nização e perseguição permanente de árabes – para assaltar o petróleo – e de imigrantes – para arrumar um bode expiatório internamente -, Bush exacerba as contradições intestinas que afligem os EUA, apesar de amenizadas pelas conquistas da gigantesca luta pelos direitos civis dos anos 60 – que os republicanos tentam, de todo jeito, fazer retroceder. Este ano, a Suprema Corte, melhor dizendo, a “Gangue dos Cinco” – os juízes reacionários nomeados por Reagan, Bush Pai e Bush Filho – revogou por 5×4 o sistema de cotas, sob a falsidade de que seria “favorecimento dos negros”, parcialidade e “inconstitucional”. Na realidade, o sistema de “cotas” é apenas uma pequena, muito modesta reparação, ao que foi subtraído dos escravos e seus afro-descendentes submetidos ao apartheid.

FRONTEIRA

Com gangues, na fronteira com o México, dedicadas a assassinar imigrantes, e o governo inclusive já estudando mandar os boys da Blackwater para profissio-nalizar o serviço; com esquadrões no Iraque executando famílias árabes sob qualquer pretexto, e o governo e a mídia promovendo a histeria “anti-terror”; com tal “clima”, não há como os velhos e novos racistas não se sentirem à vontade para começarem a mostrar aquelas cordas de enforcamento a toda hora. O regime de W. Bush também insufla esse estado de coisas ao cassar os registros eleitorais de milhões de negros, para facilitar a fraude que o “elegeu”, e ao cortar fundo nos programas sociais de que grande número de famílias negras depende para escapar da fome. Também fomenta ao promover a tortura, pregar sua “legitimação” e manter campos de concentração como Guantánamo. Não por acaso, em uma das várias manifestações de repúdio na Universidade de Colúmbia, dezenas de ativistas vestiam aqueles macacões laranja vistos nos presos de Guantánamo

Muitos já temem inclusive uma “crise racial” em Nova Iorque, o que não seria a primeira. O espancamento do jovem negro ocorreu na última sexta-feira, dia 19. A agressão ocorreu numa esquina em Mariners Harbor, Staten Island. Ele ficou gravemente ferido. No dia 9, foi encontrada uma corda amarrada na forma de nó de forca, na porta do escritório da professora Madonna Constantine, psicóloga do Teachers College da bicentenária Universidade de Colúmbia, e autora de livros e pesquisas contra o racismo. Como se sabe, pendurar um negro numa árvore por qualquer motivo era uma ação típica da Ku Klux Klan no sul dos EUA, assim como os linchamentos, as cruzes em chamas e os capuzes brancos. O nó de corda de forca se tornou um dos principais símbolos do apartheid que vigorou nos EUA até ser barrado pela luta que Luther King e Malcom-X encabeçaram. Historiadores estimam em milhares o número de negros enforcados nos 80 anos do regime de segregação nos EUA.

Nas manifestações de repúdio aos racistas, centenas de estudantes e professores levaram faixas com os dizeres “Jena em Colúmbia”, numa referência às cordas de enforcamento nos dois casos. Quanto à corda de enforcamento na porta da agência de correios, no canteiro de obras do Marco Zero, possivelmente a intenção seja estender o know-how da Ku Klux Klan aos árabes. Não se trata de um ou outro “fato isolado”. De acordo com entrevista coletiva do comissário de polícia Raymond Kelly, em Nova Iorque há um aumento de 10% no número de crimes de discriminação racial, com “mais 256 episódios em relação a 2005”.

RESPOSTA

A professora Constan-tine afirmou em entrevista que “amarrar uma forca na minha porta é o sinal da covardia dos racistas de hoje”. Constantine acrescentou que sua resposta a quem havia feito isso era: “não vão me calar, não vão conseguir me intimidar”. Foram várias as manifestações de solidariedade a ela prestadas. O reitor Lee Bollinger, tão loquaz nas “considerações” de apresentação do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad, levou mais de 24 horas para vir a público condenar a corda de forca. Demora que foi denunciada como “inaceitável” pela presidente da Associação dos Estudantes Negros de Columbia, Tiffany Dockery.

HARVARD

Já na Universidade de Harvard, outra das maiores dos EUA, o diretor do Centro de Imprensa e Política Pública, Alex Jones, considerou “um exagero” o repúdio às cordas para enforcamento. Segundo ele, “virou moda entre os estudantes fazer provocações com símbolos racistas ou nazi-facistas”. Ele só não explicou porque seria normal tal tipo de “moda”, nem porque alguém deveria se sujeitar aos “símbolos racistas ou nazi-facistas”. Na principal manifestação realizada na Universidade de Columbia, com ironia estudantes e professores exigiram “tolerância zero” no combate aos racistas.
Antonio Pimenta
Hora do Povo

Rizzolo: A política de Bush promove esse tipo de manifestação racista, ao que parece, as tomadas de posição do governo republicano, afloram os instintos perversos que estão enraizados na cultura racista representada pela Ku Klux Klan. O descaso com os negros, com os latinos, o desprezo pelos árabes, isso tudo faz com que tipos fascistóides manifestem suas idéias e ameaças como a corda pendurada, sinônimo de execução.

Agora parece que não é só nos EUA que essa onde segregacionista toma forma, no nosso país, um país pobre, o camarada Cabral, governador do Rio, faz pontuações, e uma exegêse, sobre o problema da miséria nos morros, alegando que a mesma, é fruto do “descontrole da natalidade”, alega também o camarada, que o morro é “uma fábrica de bandidos”. Ora, não é possível que uma observação do tipo Ku Klux Klan de Cabral, sem o mínimo de constrangimento, completamente à vontade, certo de que esta falando de uma forma “sincera e com personalidade” possa ser admitida pelo povo brasileiro. Ao invés do camarada Cabral fazer uma reflexão e a partir daí repensar as políticas públicas do país de forma justa, igualitária, parte para a apologia da “castração”, do individualismo, de uma forma a culpar sim o indivíduo e não a ausência de Estado nos morros, de culpar a pobre família que vive no morro, que pouco tem o que comer, e nada têm a receber do Poder Público, a não ser tiro, fuzil, tristeza e abandono, impondo um sentimento de culpa no indivíduo, como se culpa da miséria não fosse do Estado brasileiro, da falta de oportunidade, da desigualdade social, e sim do trabalhador do morro. Assim é fácil a culpa é sua ! É, as políticas neoliberais, capitalistas de Bush permeiam o Brasil, tenho pena do povo brasileiro.

” Chega de corrupção e rolo, para deputado federal Fernando Rizzolo PMN 3318 “

3 Respostas to “Racismo nos EUA alastra-se desde os grotões do Sul a NY”

  1. Marllon Meguins Says:

    Malditos racistas nojentos!!! Um bando de filhinhos de papai que se acham melhores que as pessoas de cor só porque nasceram em berço de ouro com cabelos loiros e de olhos azuis! É inadmissível que esse tipo de coisa continue acontecendo em pleno século XXI! Todo ser-humano deve ser julgado por seu caráter e intelecto pessoal, não porque nasceu roxo ou amarelo! Quando alguém promove esses atos nojentos de discriminação, é porque de alguma forma se sente inferior e pra se sentir um deus sai praticando vandalismo e violência moral contra pessoas inocentes que nada tem a ver com a “crise existencial” que pertuba suas almas! São um bando de covardes invejosos que não tem capacidade de dar um rumo às suas vidas e por isso decidem despejar todo o seu ódio contra as pessoas de cor, por pura inveja! Inveja das conquistas que elas alcançaram! Bando de covardes, vão cuidar de suas vidas miseráveis e deixem as pessoas honestas e trabalhadoras viverem em paz!!! Cambada de racistas nojentos, a opressão imposta pelos nazi-fascistas jamais voltará, e mesmo que volte vocês nunca vencerão, pois o amor de deus não tem cor e ele sempre nos libertará de demônios como vocês!! Sempre!!!!

    • Lailton Says:

      Gostei de sua resposta as pessoas racistas, eu tenho a pele clara, porém cabelos crespos e tenho negros na família.
      Para mim cor de pele não diz nada pq as pessoas devem ser aceitas pelo caráter que possuem, e como tem brancos maus, também tem brancos bons e isso vale para os negros também. Amar e respeitar os semelhantes é um dever de todos, bem disse Jesus: “Amai uns aos outros como eu vos ensinei; Amar é respeitar e ajudar.

  2. sandrahelena Says:

    Só pra lembrar aos tolos e insensatos racistas que para DEUS não há acepção de pessoas ELE veio pra salvar todos os homens indistintivamente, e disse AMAIVOS UNS AOS OUTROS ASSIM COMO EU VOS AMEI. então se vc não ama seu próximo e não o aceita como DEUS o criou , vc tem a mente cauterizada pelo diabo e o tem como pai . Porque onde tá o ódio e a dissensão aí está o pai de quem pratica tais coisas. o diabo PENSE REFLITA ARREPENDA-SE dos seus atos de ódio e injustiça, converta-se á DEUS e tenha ELE como PAI*********


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 197 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: