Menor risco para os especuladores é maior depredação econômica do país

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse recentemente que estava otimista com a perspectiva de o Brasil atingir o “investment grade” (grau de investimento). Uma indicação de um porto seguro aos especuladores feita pelas chamadas agências de “classificação de risco”, tipo Moody’s, Standard & Poor’s e Fitch IBCA. “O importante é que o Brasil vai bem, está no caminho certo, e no devido tempo será reconhecido como investment grade”, disse.

A empolgação toda se dá, entre outras coisas, pelo volume recorde das reservas internacionais e pela queda do chamado “risco país”, ultimamente de maneira acentuada, atingindo a marca de 156 pontos, segundo dados do dia 9. Há quem vislumbre que chegue a 100 pontos em breve, o que seria uma melhora no rating (nota de classificação) das agências. O “risco país” é um indicador criado pelo banco norte-americano JP Morgan Chase, em 1992. É um prêmio exigido pelos especuladores estrangeiros – bancos, fundos de investimento, seguradoras, fundos de pensão etc. – acima do que é pago na compra de papéis do Tesouro dos EUA, considerados de risco zero ou os mais seguros. Um menor “risco país” significa mais segurança para os ganhos dos especuladores. O que significa também que não há restrição ao movimento de capitais. Ou seja, o “risco país” é uma espécie de aviso dos agiotas externos se há restrição à vista para saída de capitais especulativos.

É significativo que se fale de “grau de investimento” onde não há investimento algum. O que há é mera especulação financeira. No Brasil, com os juros mais altos do mundo, Meirelles tem garantido, momentaneamente, a farra especulativa. Com isso, tem jogado o dólar ladeira abaixo, já acenando com uma cotação inferior a R$ 2, resultando em prejuízo para a economia do país, para os empresários e gerando desemprego. Menor risco para os especuladores representa maior grau de depredação da economia brasileira (ver outras matérias nesta página).

Para tentar segurar o câmbio, o BC tem realizado compras sistemáticas da moeda norte-americana. Só no primeiro trimestre foram US$ 21 bilhões, aumentando as reservas internacionais (US$ 111,057 bilhões), o que também dá sinalização positiva aos especuladores estrangeiros.

Ou seja, o tal “investiment grade” não passa de “speculation grade” – ou grau de especulação máxima.

Jornal Hora do Povo , Valdo Albuquerque

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: