Ex-torturador é chefão da máfia do bingo

Não deixem de ler o excelente artigo do jornalista, escritor, ex-preso político e autor do livro “Náufrago da Utopia”, Celso Lungaretti, na Carta Maior, resgatando a passagem do bicheiro Capitão Guimarães, um dos presos pela Polícia Federal na Operação Hurricane, pelos órgão de repressão política do Rio de Janeiro, na época da ditadura militar. O artigo mostra que naquela época, além de ser um violento torturador, o Capitão Guimarães auferia ganhos substanciais ao capturar ou matar militantes revolucionários.

“Tudo que era apreendido com os resistentes e tivesse algum valor, virava butim a ser rateado entre aqueles rapinantes. Jamais cogitavam, por exemplo, devolver o dinheiro aos bancos que haviam sido expropriados pelos guerrilheiros urbanos. Numerário, veículos, armas e até objetos de uso pessoal iam sempre para a caixinha do bando. De mim, até os óculos roubaram”, diz o artigo.
enviada por Zé Dirceu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: