Delfim: taxa de câmbio como processo econômico natural é diversionismo

delfim.jpg

Delfim Netto criticou “a crença quase que religiosa” de que “a taxa de câmbio é o resultado de um processo econômico natural”. Em artigo publicado na revista “Carta Capital”, Delfim aponta a questão do câmbio como um dos entraves para o sucesso do PAC.

“Entre os muitos e graves problemas que temos que enfrentar, há um que precisa ser esclarecido. Trata-se de como interpretar a política de câmbio flexível num país que acredita que, para controlar a inflação, precisa manter a maior taxa de juro real do mundo. Ao mesmo tempo, tem um sistema financeiro dos mais sofisticados, o que abre a possibilidade de arbitragens que tendem a supervalorizar a taxa cambial. Cultivamos, outra vez, a mistificação diversionista que alimenta a crença quase religiosa de que a taxa de câmbio é o resultado de um processo econômico natural, que tem ajudado a transformar o Brasil no lanterninha dos países emergentes”, afirma Delfim.

Hora do Povo

Obs. Cambio supervalorizado faz com que a indústria nacional seja desmantelada, é uma política perversa, e ainda tem gente que apoia !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: