Centrais exigem a readmissão dos sindicalistas demitidos por Serra no Metrô

Em manifesto conjunto, as centrais sindicais CUT, CGTB, CGT, CAT, Força, Conlutas, Intersindical, Nova Central e SDS exigiram a readmissão imediata dos cinco diretores do Sindicato dos Metroviários demitidos pelo governo de São Paulo e reafirmaram posição contra a emenda 3.

A perseguição de Serra aos dirigentes sindicais foi motivada pela participação dos sindicalistas nas mobilizações ocorridas no último dia 23, em defesa da manutenção do veto à referida emenda, que inviabiliza a fiscalização e assalta os direitos dos trabalhadores.

“Isso não pode acontecer. A emenda 3, se não for derrotada, vai proibir os fiscais de autuar empresas que usam funcionários que trabalham de segunda a sexta, cumprem horário e regras de qualquer trabalhador como se eles fossem empresários prestadores de serviço”, condena o manifesto.

SELVAGERIA

“São os chamados PJs. Não têm registro em carteira e precisam emitir nota fiscal. Perdem o 13º, as férias, a aposentadoria, o vale-refeição, o vale-transporte, o FGTS, licença-maternidade e todos os outros direitos. Além disso, precisam pagar impostos e uma série de outras despesas. E continuam com um salário semelhante ao de outros trabalhadores registrados em carteira”, denuncia o documento.

Conforme esclarecem as centrais, “a emenda 3 quer acabar com os mecanismos que hoje proíbem as empresas de recorrer a essa fraude. Se os fiscais não puderem mais multar e exigir que os assalariados sejam tratados como tal, até aqueles que hoje têm contrato em carteira serão ‘convidados’ a abrir uma firma e a emitir nota fiscal. Será o fim dos direitos dos trabalhadores brasileiros”.

“Para impedir esse roubo, fizemos as manifestações. Faremos outras, ainda maiores, se o Congresso não tirar definitivamente a emenda 3 de cena”, asseguram os trabalhadores. “Portanto, a demissão de cinco sindicalistas metroviários, anunciada pela companhia na última segunda-feira como retaliação à paralisação, é um ataque a todas as centrais sindicais e a todos os trabalhadores brasileiros ameaçados pela emenda 3 – o que inclui os passageiros do Metrô. Os cinco demitidos, dirigentes do Sindicato dos Metroviários de São Paulo-CUT, devem ser imediatamente reintegrados”.
Hora do Povo
Obs. Essa é a democracia do PSDB ! Quanto a emenda 3, como diz a filisofia budista ” Atenção Plena ” !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: