Patah: “UGT fortalece unicidade e luta por um Brasil livre e desenvolvido”

p4-pata.jpg

Candidato à presidência da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo, convoca o 1º Congresso da Central, que será realizado de 19 a 21 de junho no Anhembi, na capital paulista

O presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo e coordenador do Secretariado Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços (Sentracos), Ricardo Patah, afirmou que a União Geral dos Trabalhadores (UGT), que realizará seu Congresso de fundação de 19 a 21 de junho, no Anhembi, em São Paulo, “vem no sentido de fortalecer a unicidade sindical, de agregar força na luta dos trabalhadores pela manutenção do veto do presidente Lula à emenda 3, em defesa de seus direitos e conquistas trabalhistas, por um país independente, livre e soberano”. Leia abaixo a entrevista do líder comerciário ao HP.

Quais são as bandeiras da União Geral dos Trabalhadores (UGT)?

A UGT nasce sob os pilares da unidade e é composta por quatro correntes. Além de aglutinar lideranças e sindicalistas da Força, contará com o peso da fusão da Confederação Geral dos Trabalhadores (CGT), da Social Democracia Sindical (SDS) a da Central Autônoma de Trabalhadores (CAT), além de sindicatos independentes. A central vai somar na tarefa de mobilizar por avanços na economia com a geração de emprego e renda, para recuperar o valor real do salário mínimno, reduzir a jornada de trabalho para 40 horas semanais, ampliar a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) nas empresas. A UGT vai empunhar a bandeira da inclusão social dos excluídos, de combate à precarização nas relações de trabalho, contra essa globalização sem limite e danosa ao mercado de trabalho. Estas serão algumas das plataformas do Congresso de fundação da UGT, a ser realizado entre os dias 19, 20 e 21 deste mês no Anhembi. Nos empenhamos para construir uma chapa única e o meu nome está sendo apresentado como presidente – pela nossa história de luta e trabalho no movimento sindical. Nosso Sindicato foi o primeiro no Brasil a lutar pela inclusão social do negro e dos deficientes em nossa Convenção Coletiva de Trabalho, combatendo, assim, a discriminação racial no comércio.

Qual a sua análise do governo Lula?

Nós sempre combatemos a política de juros altos, porque ela onera a produção e limita o poder aquisitivo dos trabalhadores. Neste sentido, fiz algumas críticas ao governo com relação às altas taxas de juros do Banco Central, pois inibem a produção e aniquilam a geração de empregos. Mas, ressaltamos que o presidente Lula desenvolveu muitos projetos relevantes, entre os quais o aumento do salário mínimo bem acima da inflação, a Bolsa Família que melhorou as condições de vida e retirou milhões de pessoas da linha da pobreza, as cotas nas universidades para os negros, entre tantos outros programas de cunho social.

E o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)?

O PAC vai ter um papel de salvaguarda para os investimentos econômicos. Ele vai representar justiça social e equilíbrio. Com a sua aplicação, o Brasil vai alavancar o crescimento do PIB, vai gerar milhares de empregos com carteira assinada. Dessa forma, o governo pode contar inteiramente com o apoio das entidades sindicais – no sentido de serem propagadoras deste projeto importante para o progresso estrutural do nosso país. O PAC destina em sua origem, investimentos em nossos portos e aeroportos, nas estradas, nas energéticas que, com certeza vão desenvolver setores estratégicos com milhares de novos postos de trabalho. Exemplo disso são os investimentos na construção civil, que é uma alternativa rápida, e que vai dar um salto de qualidade. Assim, o Brasil vai ser transformado em um país do presente sustentado em um futuro promissor.

Qual a importância do reconhecimento em lei das centrais sindicais e a garantia de seu custeio?

O reconhecimento das centrais representa um ato fundamental do presidente Lula, ao ouvir reivindicações históricas do movimento sindical. Além de seu reconhecimento jurídico, vamos ter uma forma de custeio para trabalhar e qualificar os representados. Será um poderoso estímulo, com o que vamos ampliar a nossa mobilização por um Brasil soberano e livre da especulação.

As mobilizações pela manutenção do veto presidencial à emenda 3 vêm crescendo. Quais os próximos passos?

Em primeiro lugar é preciso registrar a sensibilidade do presidente Lula pelo reconhecimento dos direitos trabalhistas. A emenda não só puxa o tapete como implementa a flexibilização desenfreada em toda atividade trabalhista, sem haver qualquer tipo de fiscalização. Diante do desastre, nós não ficamos omissos frente a esse “projeto” que, na calada da noite, jogaria por terra inúmeras conquistas históricas: férias, 13º salário, descaso semanal remunerado, convênio médico, FGTS, aposentadoria, entre outros. E para assegurar a manutenção do veto, as centrais já realizaram várias manifestações com paralisações, greves, atos e corpo-a-corpo no próprio Congresso Nacional. Daqui pra frente vamos intensificar estas ações unitárias.

E a regulamentação do trabalho aos domingos?

O acordo representa um avanço para toda a categoria comerciária. Através do entendimento entre o Sindicato e empresários, demos um passo à frente. Em São Paulo, por exemplo, estabelecemos regras onde os 430 mil comerciário trabalharão dois domingos e folgarão um, com direito a uma nova folga na semana subseqüente, R$ 20,00 para refeição e o vale-transporte. Antes do acordo, que foi fruto de muita luta, todo trabalhador era obrigado a trabalhar aos domingos e feriados sem ter nenhum direito, absolutamente nada. Era um trabalho praticamente escravo. Por isto, é uma batalha ganha, mas ainda não ganhamos a guerra, porque queremos avançar muito mais. Em audiência com o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Luppi, formalizamos um acordo que deverá sair em breve: uma medida provisória determinando regras. E essas regras são as que já estão explicitadas em nosso acordo, aqui, na capital. Este acordo vai, no mínimo, humanizar o trabalho dos mais de dez milhões de comerciários do país.

Qual o papel da comunicação nisso tudo?

O papel da comunicação é fundamental. Por isso investimos em manter bem informada a nossa base, por meio dos nossos próprios veículos, como jornal, revista e programas de televisão. Eu tenho muito a agradecer à imprensa que tem repercutido nosso trabalho, principalmente ao Hora do Povo, que tem em seu sentimento a defesa da população brasileira, é um jornal que tem nele a bandeira de defesa dos trabalhadores, dos excluídos, principalmente daqueles que a grande imprensa ignora.

ADEMAR COQUEIRO

Hora do Povo

Rizzolo: O Patah é um amigo meu, e representa uma liderança no sindicalismo brasileiro em termos de representatividade e de compromisso com a classe trabalhadora. Parabens Patah !

Publicado em Política. 4 Comments »

4 Respostas to “Patah: “UGT fortalece unicidade e luta por um Brasil livre e desenvolvido””

  1. ricardo da silva souza Says:

    Boa Tarde

    Senhor presidente espero que não fique só na promessa como o senhor vem fazendo com os seus funcionarios, lutam tanto com os salarios dos outros e dos seus funcionarios continuam lá em baixo e muito com desvio de função, antes de revindigar algo para os outros lá fora acerta a sua casa primeiro pois isso dá vergonha Senhor Ricardo Path.

    Um sindicato tão grande mais mal estruturado com os seus funcionarios.

  2. ANA CRISTINA Says:

    PARABENS , PATAH POIS VC MERECEU E ESTAMOS JUNTOS NESTA EMPREITADA .

    SAUDAÇOES SINDICAIS

    ANA CRISTINA ,SECRETARIA DO ESTADO DO RIO

  3. Maria Cristina Sodatti Says:

    Caro senhor Ricardo da Silva Souza:

    Surpresos com sua opinião, já que o senhor não faz parte de nosso quadro funcional e, portanto deve ter recebido ou coletado informações não verdadeiras sobre nossas práticas e políticas de gestão do nosso quadro de funcionários, gostaríamos de esclarecer que:

    • Esta Entidade paga salários compatíveis com a média de mercado ou acima, de acordo com levantamento feito junto a nossos funcionários, realizado pela empresa Envision – Embra, especialmente contratada com a finalidade de desenvolver um plano de cargos e salários.
    • A Entidade investe no desenvolvimento dos funcionários, subsidiando parte dos gastos com cursos técnicos, de nível superior e outros. São 20,4 % do nosso quadro beneficiado.
    • Nossos funcionários são beneficiados com um bom plano de saúde e atendimento odontológico; bem como com um vale refeição de R$ 13,00 / dia.
    • Além disso, trabalhamos de portas abertas e qualquer colaborador pode se fazer ouvir sem receio de retaliações.

    Cabe lembrar aqui que o crescimento profissional, e conseqüentemente o salarial dependem também do comprometimento dos funcionários e não só da entidade. Além disso, temos empresas idôneas como a Trevisan e o Ibope, cujos trabalhos realizados tem nos permitido reestruturar processo numa fase intensa de mudanças e profissionalização.

    Colocamo-nos à sua disposição. Venha conhecer nosso ambiente de trabalho, já que aparentemente sua errônea opinião sobre nossas práticas parece estar refletindo a insatisfação de alguns poucos não comprometidos com o crescimento e profissionalização e que pretendem retorno sobre um investimento não feito.

  4. Rafael Da Anunciação Says:

    BOA TARDE !SAUDAÇÕES ! PASSEI A FICAR SEU ADMIRADOR POR TELO ASSISTIDO NA TV SENADO DIA27/09/2007 NUMA RODA DE DEBATENDO COM SENADORGAUCHO DEFESOR DAS MINORIAS TANTO DOJIVAL VIEIRA DEFENDERAM MUITO BEM ESTE MEU E-MAIL PODE SER CONTATADO POR SUA EQUIPE POIS AQUI EM MACAÉ O DESRESPEITO PELO PESSOAL DO COMERCIO É MUITO GRANDE A SE EU PODESE TRAZELO A MACAÉ PARA EMPLANTAR ESTE SEU MOVIMENTO SERIA UMA SOPA NO MEL PARA A CLASE DESPROTEGIDA .


Deixe uma resposta para Maria Cristina Sodatti Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: