Venezuela avisa que não se submeterá ao Brasil pelo Mercosul

O vice-ministro das Relações Exteriores da Venezuela, Rodolfo Sanz, disse nesta quinta-feira (28) que seu país não vai se submeter às condições do Senado brasileiro para que seja aceito no Mercosul. Para ingressar no bloco como membro permanente, a Venezuela depende de autorização dos Congressos dos países membros. Uruguai e Argentina já aprovaram a adesão, porém faltam os parlamentos brasileiro e paraguaio.

A aprovação de um documento no Senado do Brasil pedindo que o líder venezuelano renovasse a concessão da RCTV, emissora de televisão privada mais antiga da Venezuela, não agradou ao presidente Hugo Chávez, que chegou a afirmar que os senadores eram “papagaios” dos Estados Unidos.

Para Sanz, parte do Congresso brasileiro é de direita e “inimiga da integração”. Após encontro de chanceleres e ministros de Economia, preliminar à Cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, ele afirmou: “A vontade de integração não está sujeita, não está condicionada a ter uma atitude que nos obrigue responder aquilo que consideramos agressões ao governo venezuelano. Não aceitamos nenhum tipo de condicionamento de nenhum país e de nenhuma potência”.

E completou: “O presidente Chávez caracteriza-se por responder sempre às declarações que considera agressivas à soberania do país e que considera, de alguma maneira, espécie de intromissão nos assuntos internos do país”.

Já o chanceler brasileiro Celso Amorim disse acreditar que o presidente venezuelano deveria dar “uma palavra simpática” aos parlamentares. “Eu já mencionei que uma palavra simpática em relação ao Congresso brasileiro que, afinal de contas, foi eleito legitimamente como Chávez foi eleito legitimamente, ajudaria [na aprovação do protocolo]. A boa vontade é sempre positiva de lado a lado”, afirmou.

Empresários brasileiros e acordos comerciais

Sanz criticou também setores empresariais brasileiros, como a Confederação Nacional da Indústria (CNI), que seriam contrários à adesão da Venezuela ao Mercosul. “É encobrir interesses de setores econômicos que não apostam em uma integração verdadeira”, afirmou, acrescentando que o empresariado diz que o ingresso da Venezuela pode prejudicar a relação do Mercosul com outros blocos econômicos.

Sobre os acordos comerciais com Brasil e Argentina, uma das exigências para ingressar no Mercosul, o vice-chanceler venezuelano respondeu que “nenhum país abre suas fronteiras para liquidar sua indústria nacional”.

A Venezuela deveria ter fechado no início do ano a programação comercial com Brasil e Argentina, sócios com as maiores economias do bloco, mas o prazo foi prorrogado até setembro. “Isso não é processo de integração”, acrescentou Sanz. Os venezuelanos já acertaram as questões comerciais com Uruguai e Paraguai.

Agência Brasil
Site do PC do B

Rizzolo: O que existe por trás disso é um vontade da mídia golpista brasileira e de parte do empresariado reacionário de provocar o Chavez, eles apostam numa não aproximação da Venezuela com o Mercosul, beneficiando o império de quem são reprsentantes; essa conversa de que Chavez deveria dar “uma palavra simpática” aos parlamentares, é uma brincadeira, não é, ou uma humilhação, em primeiro apenas lugar alguns Senadores fomentaram essa agressão, e Chavez ao que me consta, é Presidente da República de um país vizinho, pela ordem natural,, um Presidente que também foi eleito democraticamente merece mais deferência que Senadores que de forma provocadora difamaram um Presidente da República de país soberano, agora depois de tudo, pedir uma ” palavra doce ” , não concordo, acho que deveriam invés esperar a “palavra doce de Chavez ” se retratarem e se desculparem , afinal perderam uma grande oportunidade de ficarem calados em relação a essa questão , assim como fez o Presidente Lula.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: