Família de João Goulart processa os Estados Unidos pelo golpe de 64

Os familiares do ex-presidente João Goulart estão com ação na Justiça brasileira para que seja reconhecida a responsabilidade do governo dos EUA no golpe de Estado que o derrubou da Presidência em 1964. A família cobra do governo americano uma indenização por danos morais e materiais numa ação que corre na Justiça desde 2003.

Maria Thereza Goulart, viúva do ex-presidente, e seus dois filhos, João Vicente e Denise decidiram pela ação quando Lincoln Gordon, embaixador dos EUA no Brasil naquele período, admitiu no seu livro lançado em 2002 que a Agência Central de Inteligência (CIA) financiou, nas eleições parlamentares de 1962, opositores de Jango como preparação do golpe. “O valor (R$3,496 bilhões) foi uma solicitação do próprio juiz, sob pena do não prosseguimento da ação, e nós contratamos uma perita de São Paulo. Nosso objetivo é apurar a imoralidade que esse indivíduo, Lincoln Gordon, reconheceu. Houve a quebra da soberania brasileira”, declarou João Vicente, que veio a público, em entrevista a “O Globo”, esclarecer a ação.

Eles querem provar que a participação americana na ação golpista foi um ato secreto e ilegal. Para ele, em 64 foi um ato de gestão dos agentes da CIA. “É com base nisso que estamos pedindo à Justiça brasileira que cite os Estados Unidos, para que eles se pronunciem a respeito”, concluiu.
Hora do Povo

Rizzolo: A interferência dos EUA em golpes já faz parte da política americana, e por aqui ainda os lacaios dessa prática transitam em todos os níveis quer na mídia, quer nos partidos de direita, uma vergonha , esse Lincoln Gordon, embaixador dos EUA no Brasil naquele período, admitiu no seu livro lançado em 2002 que a Agência Central de Inteligência (CIA) financiou, nas eleições parlamentares de 1962, opositores de Jango como preparação do golpe. Pra você ter uma idéia da estirpe de embaixadores que império enviava para satisfazer seu desiderato; o golpe.

Segundo o embaixador Gordon, na época foram usados cinco milhões de dólares de verba secreta para derrubar Jango. Quando (o presidente do Senado) Aldo Moura de Andrade decreta vaga a Presidência da República, num golpe branco, o presidente João Goulart se encontrava em Porto Alegre. Estava lá o líder do PTB com uma carta do chefe da Casa Civil, Darcy Ribeiro, dizendo que o presidente estava em Porto Alegre, tentando resistir. E o senador declara vaga a Presidência e dá por encerrada a sessão. Isso foi um golpe branco, financiado pelos Estados Unidos. E os militares brasileiros na época ainda se diziam patriotas.

2 Respostas to “Família de João Goulart processa os Estados Unidos pelo golpe de 64”

  1. joão napoleão xavier vargas Says:

    A familia do doutor Jango está certíssima, roubaram o chefe, o cel. Werner Walters e o Lincoln Gordon pagaram milhões de dólares ao Adhemar (lembra do cofre da amante Dr. Rui?) e ao general Kruel para que o Jango fosse traído. Uma vergonha!

  2. VERA REGINA Says:

    Prezados,tem o presente, a finalidade de participar aos Senhores e,se possível à família de Jango,a missa que será realizada no Mosteiro de São Bento,dia 26/02/2010,às 12:00h,sexta-feira,sito à Rua Dom Gerardo,64-Centro-RJ,em homenagem a laureada Dra.EDIALEDA DO NASCIMENTO SALGADO,oportunidade em que lhe será prestada uma homenagem pela saga política,hostórica e cultural.Atenciosamente,professora VERA REGINA


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: