Kirchner pede a Lula apoio no ingresso da Venezuela no Mercosul

chav_kirlul.jpg

O presidente da Argentina, Néstor Kirchner, disse nesta quinta-feira (5) que pediu a seu colega Luiz Inácio Lula da Silva para interceder junto ao Senado brasileiro no sentido de tornar a Venezuela parte ativa do Mercosul. Parlamentares argentinos também entrarão em contato com lideranças brasileiras no Congresso nos próximos dias, com essa mesma finalidade

“Estamos profundamente convencidos de que devemos seguir adiante com as políticas implementadas, com a construção do Mercosul e com a união dos povos da América Latina”, ressaltou Kirchner, ao comentar o teor da conversa com o presidente brasileiro.

Kirchner fez essas declarações em um ato público após a polêmica surgida na última terça-feira, quando o presidente venezuelano Hugo Chávez de um prazo de três meses para que Brasil e Paraguai ratifiquem o protocolo de ingresso do país como membro pleno do Mercosul – a Argentina e o Uruguai já o fizeram.

“É importante abrir o caminho, como disse a Lula, para que a Venezuela possa ser parte ativa do Mercosul”, afirmou o presidente da Argentina em sua primeira declaração sobre este assunto.

Os jornais de Buenos Aires publicaram nesta quinta-feira que Lula “desafiou” Chávez com um “se não quer, que não fique” no Mercosul, durante uma entrevista coletiva que deu na quarta-feira em Lisboa depois de assinar um acordo de associação estratégica com a União Européia. Diante da repercussão obtida com as declarações dos dois presidentes, Kirchner foi obrigado a se posicionar a respeito.

Da redação, com informações da Efe
Site do PC do B

Rizzolo: O presidente Lula sempre contou com a esquerda brasileira, evidentemente, o Senado brasileiro, não deveria ter tomado ” as dores ” dos interesses internacionais, e dos que apenas pensam no lucro imediato e não no desenvolvimento da América Latina, não é o caso de empresários como Gerdau, e o Presidente da Fiesp, Paulo Skaf que são comedidos nas suas intervenções, e no bom senso.. Agora, o Presidente Lula deve atender ao pedido do Presidente da Argentina, Néstor Kirchner, até porque o Presidente Lula foi eleito com 58 milhões de votos de pessoas na sua maioria pobres e míseráveis que apostam no Brasil e na América Latina integrada, e não tem cabimento apoiar e abaixar a cabeça pra meia dúzia de pessoas representantes do capital internacional; acredito que as lideranças brasileiras no Congresso terão suficiente sensibilidade para que ratifiquem o protocolo de ingresso da Venezuela como membro pleno do Mercosul .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: