Samuel Pinheiro ressalta a importância do desenvolvimento da indústria bélica nacional

“Deve ser objetivo do governo reequipar as Forças Armadas com produtos brasileiros, bem como estabelecer mecanismos que permitam à indústria bélica nacional manter sua elevada qualidade”, disse o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães, secretário-geral do Itamaraty, no encontro realizado, dia 2, com o Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria da Defesa (Comdefesa) da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

O embaixador disse que “as grandes tensões políticas suscitam preocupação na área de defesa. Por isso, o mercado internacional para equipamentos tende a ser um mercado crescente”. Para ele, os equipamentos que tendem a se tornar mais requisitados pelo mercado internacional são os de nível médio, disse. “Os tops de linha são fabricados internamente em cada país”.

Avaliando a situação mundial, o embaixador abordou o crescimento econômico da China – de 10% ao ano nas últimas décadas-, a crise do Oriente Médio e a probabilidade da Rússia se reafirmar como uma importante potência mundial.

Participaram do encontro, o coordenador do Comdefesa, Jairo Candido, o embaixador Rubens Barbosa e outras autoridades.
Hora do Povo
Rizzolo:O Brasil perdeu sua indústria bélica, já tivemos uma Engesa, fornecíamos armamento para Arábia Saudita, e outros países árabes, tudo foi sucateado, precisamos reequipar e desenvolver nossa indústria militar, para que enfim possamos ter as Forças Armadas à altura da nossa extenção territorial; o governo precisa traçar uma política consistente no reaparelhamento militar, e se preocupar menos em fazer superávit primário, alem disso, tenho dito sempre que o Brasil precisa da criação de um Fundo de Reaparelhamento das Forças Armadas como forma de evitar a interrupção do fluxo financeiro das FFAA com a reativação da IMBEL ; como bem diz o Almirante Moura Neto, “Assim como no passado, o Brasil requer uma Marinha adequadamente dimensionada e equipada, apta a executar efetivamente o seu dever, como e quando for demandado pela vontade nacional. Para tal, é necessário alocar os recursos e meios indispensáveis para que possa atuar na vigilância e proteção de nossos interesses e soberania”, Acho que está na hora , não ??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: