PAC cria 1 milhão de empregos formais no primeiro semestre

p2-pac.jpg

Resultado recorde é 18,6% maior que no mesmo período do ano passado e as obras estão só começando, avalia ministro Lupi

O ministro do Trabalho, Carlos Lupi, creditou ao Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) a geração recorde de empregos com carteira assinada no primeiro semestre, em que ocorreu um aumento de 1.095.503 de novas contratações, 18,6% maior que no mesmo período do ano passado. “Este reflexo fica claro na agropecuária e na construção civil, setores onde o governo está investindo pesado. Esta semana o Conselho Curador do FGTS aprovou mais R$ 600 milhões para a compra da casa própria por famílias que ganham até cinco salários mínimos, e os números devem continuar crescendo”, disse.

Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), que apontam que a expansão de postos de trabalho celetistas se deu em todas as regiões do país, principalmente no Sudeste. Os Jogos Pan-Americanos no Rio de Janeiro também foram destacados por Lupi no resultado. Anteriormente, o maior número de empregos formais criados em um semestre havia sido em 2004, com uma ampliação de 1,034 milhão de postos.

Em números absolutos, os setores de serviços (327.563), indústria de transformação (299.509) e agropecuária (238.437) foram os que tiveram melhor desempenho na geração de empregos.

Segundo Lupi, com o avanço das obras do PAC – parte significativa, para este ano, ainda está em fase de contratação – a geração de emprego deve aumentar no segundo semestre, devendo fechar o ano com 1 milhão e 600 mil postos de trabalho com carteira assinada. Na avaliação do ministro do Trabalho, os números do semestre estão de acordo com a situação econômica que vive o país. “A geração do emprego formal, celetista, é uma comprovação disso, do acerto da política econômica do governo Lula, que precisa diminuir mais os juros, que estão em ritmo de diminuição, o crescimento é acentuado, as exportações crescendo, o Brasil tendo sua melhor reserva histórica cambial, o menor risco país. Todos esses fatores conjugados estão gerando esse crescimento dos empregos formais no Brasil”, frisou.

Os números apresentados pelo ministro do Trabalho demonstram, mais uma vez, que a geração de empregos está associada a investimentos. Não por coincidência, no mesmo semestre em que foi batido o recorde na expansão dos postos de trabalho os investimentos públicos federais somaram R$ 17,609 bilhões, o que representa um aumento de 33,2% ante o primeiro semestre de 2006. Daí a correta posição do presidente Lula ao vetar a emenda 3 – que visa retirar direitos como férias, 13º, FGTS, vale-refeição, licença-maternidade, licença-paternidade e até a aposentadoria –, apresentada no Congresso nacional sob o falso argumento de aumentar a oferta de emprego. Aliás, nem agora, nem em tempo algum, os direitos consagrados na CLT nunca foram empecilhos para o crescimento. É o contrário. Ao contribuir para fortalecimento do mercado interno, somam. O que onera o país, as empresas, não são os direitos dos trabalhadores, mas os juros. Por isso, como bem localizou o ministro Carlos Lupi, para o Brasil crescer e aumentar o nível de emprego o caminho é o PAC.

Hora do Povo

Rizzolo: Esse resultado recorde de 18,6% maior que no mesmo período do ano passado se deve não há dúvida ao PAC , observe que só na Construção Civil o efeito será maior ainda até porque o Conselho Curador do FGTS aprovou mais R$ 600 milhões para a compra da casa própria por famílias que ganham até cinco salários mínimos; o mais importante é o fato de que esses empregos não são informais , são empregos que dispõe de carater de garantias trabalhistas que é o que o trabalhador pecisa , remuneração com cidadania.

Isso é que os que defendem a emenda safada 3 deveriam cerrar fileira e promover,não ficar tergiversando matéria que visa retirar direitos como férias, 13º, FGTS, vale-refeição, licença-maternidade, licença-paternidade e até a aposentadoria. Defendendo interesses de uma elite que visa se benefiar a custa da única coisa que o trabalhador tem : dignidade. Uma vergonha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: