China anuncia proibição do etanol de milho

A China anunciou na terça-feira (17) que vai parar de produzir etanol à base de milho. Raízes como a batata doce, mandioca e sorgo substituirão o grão. As usinas produtoras do combustível terão um prazo de cinco anos para se adaptar.

A decisão de banir o etanol de milho foi tomada há poucas semanas, porque o uso do grão na produção do combustível fez a demanda e o preço do milho aumentar muito.

Apesar das safras recordes, o preço do milho sobe. Em 2006, o valor médio do quilo de milho cultivado na China chegou a 1,2 yuan (R$ 0,30), um aumento de 3% em relação ao ano anterior.

O milho ainda é a principal matéria prima do etanol. Até recentemente, 100% da produção o etanol vinha sendo feita de milho, segundo a agência de notícias Xinhua. Mas a província central de Henan já mudou 20% da sua produção para mandioca.

Por ter uma capacidade agrícola limitada e uma grande população, de 1,3 bilhão de pessoas, a China optou por dar prioridade ao uso do milho para a produção de alimentos.

Xiong Bilin, vice-diretor da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (CNDR), disse à mídia que a mudança de matéria prima na fabricação do álcool não vai ser cara nem complicada.

Atualmente, a China é o terceiro maior produtor mundial de etanol, atrás apenas do Brasil e dos Estados Unidos.

A China quer dobrar a sua capacidade de processar etanol dentro dos próximos três anos. O país espera pular de 1 milhão de toneladas para 2 milhões de toneladas ao ano até 2010. “Atingir nossa meta para 2010 não vai ser um problema”, acredita Xiong.

Segundo agências internacionais, a meta de dois milhões de toneladas foi revisada. Originalmente, a China ambicionava chegar a produzir 5 milhões de toneladas.

Xiong ressaltou que ainda assim o país está determinado a diminuir o consumo de combustíveis fósseis para economizar energia e combater o aquecimento global.

Em nove províncias a gasolina e o óleo diesel já são vendidos com uma mistura de 10% de álcool. No ano passado, esse consumo correspondeu a 1,3 milhões de toneladas de etanol.

“O país vai gradualmente substituir petróleo por etanol como principal combustível de sua indústria química”, explicou Xiong.

O governo está considerando oferecer 5% de reembolso fiscal para os produtores de etanol. Além de dar mais de mil yuans (R$ 250) em subsídios por tonelada processada.

De acordo com o jornal China Daily, a demanda anual de combustíveis da China é de mais de 50 milhões de litros. A maior parte dela ainda é suprida pelo petróleo.
Site do Pc do B

Rizzolo: No Brasil precisamos regulamentar a plantação de cana de açucar porque a sede de lucro dos investidores internacionais e nacionais não tem limite, muito embora temos área para o plantio temos que estabelecer regras, já há comentérios na Europa jornais europeus afirmaram na semana passada que a União Européia não quer o “etanol sujo” vindo do Brasil e que a plantação de cana-de-açúcar poderia invadir o território da Amazônia.

Pelo que podemos inferir até agora, os empresários brasileiros do grupo Etalnac, vão administrar as destilarias e entregar toda a produção de álcool para a Sempra, que exportará para os EUA e o Japão, em outras palavras,a burguesia brasileira se tornará “administradora” dos negócios imperialistas.

Neste ramo, se repetirá, em escala superior, o que aconteceu com a produção de soja no Mercosul, que foi totalmente dominado pelas grandes transnacionais do agronegócio como a Cargill, Bunge, Archer Daniels Midland, Louis Dreyfus, etc.

Temos que constituir uma empresa ou um órgão regulador da produção de etanol, uma “Etanolbras” que se aterá aos aspectos específicos dessa área que difere do petróleo, envolvendo questões ligadas à produção, transporte, comercialização, exportação, etc, que precisam ser controladas e reguladas pelo governo. Da mesma forma que a China, não podemos transformar áreas de plantação alimento em canavial, e não vai ser o Soros e sua turma que vai determinar isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: