Crise aérea derruba Waldir Pires; Nelson Jobim assume Defesa

0725jobim1.jpg

O ex-deputado Nelson Jobim (PMDB-RS), tomará posse como ministro da Defesa às 16 horas desta quarta-feira (25), no Palácio do Planalto, em substituição a Waldir Pires, demitido nesta manhã. A informação foi confirmada pelo porta-voz da Presidência da República, Marcelo Baumbach. Pires permaneceu na pasta por 16 meses, nove dos quais sob ataque devido à crise nos aeroportos. Jobim chegou a relutar em aceitar o convite de Lula.

“O presidente agradeceu ao ministro Pires pela altivez com que assumiu e conduziu o Ministério da Defesa. No entanto, o presidente ponderou ao ministro que nesse momento era necessário um no perfil para conduzir o ministério e particularmente a crise do setor aéreo”, disse o porta-voz. Pires estava na pasta desde março de 2006. Ele foi o terceiro ministro da pasta no governo Lula.

Elogios à atuação de Pires na CGU

Baumbach informou ainda que foi Lula quem pediu o cargo a Pires. Inicialmente, a assessoria de Comunicação da Presidência informou que o cargo fora colocado à disposição pelo ministro. Pouco depois, a assessoria corrigiu a versão e informou que Waldir Pires foi demitido.

A posição do ex-governador da Bahia, filiado ao PT, tornou-se precária depois do acidente com o Airbus-A320 da TAM que matou quase 200 pessoas no último dia 17 em São Paulo. O brigadeiro José Carlos Pereira, presidente da Infraero, também deve deixar o cargo.

Nelson Jobim e Waldir Pires tiveram encontros com o presidente na manhã desta quarta-feira. Em pauta, as medidas para fazer face à crise dos aeroportos.
Conforme o porta-voz, Lula agradeceu o trabalho de Pires na Controladoria-Geral da União (CGU), durante três anos, antes de assumir a Defesa. “Mudando o perfil daquele órgão [CGU] para torná-lo efetivamente fiscalizador da devida aplicação dos recursos repassados pelo governo federal aos estados e municípios. Este trabalho pode se considerado um marco ao combate à corrupção”.

Quem é Nelson Jobim

O novo ministro da Defesa, Nelson Azevedo Jobim, nasceu em 1946 em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1968. Foi deputado federal por duas vezes consecutivas, representando o PMDB do Rio Grande do Sul, em 1987-1991 e 1991-1995.

Como deputado, foi líder do PMDB na Assembléia Nacional Constituinte, em 1988, tendo sido relator substituto na elaboração do Regimento Interno da Constituinte e relator adjunto da Comissão de Sistematização. No governo Fernando Henrique Cardoso Jobim foi ministro da Justiça.

Assumiu a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em junho de 2001, e presidiu o processo eleitoral de outubro de 2002. Foi eleito presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) em abril de 2003. Como presidente do STF, exerceu também o cargo de presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Aposentou-se em 2006 e desde então seu nome foi cogitado para diferentes funções políticas. A última delas foi a presidência nacional do PMDB, porém Jobim desistiu de concorrer ao cargo depois de constatar que a vitória do “neolulista” Michel Temar (SP) era inevitável.

Site do PC do B

Rizzolo: Certa ocasião aqui no Blog eu disse que as forças golpistas iriam tentar sem trégua minar e desetabilizar o governo Lula, que para a elite é o nordestino que teve a ” petulância ” de se transformar em Presidente da República, disse também logo no inicio do ” Apagão Aéreo” que na realidade não era um problema aéreo e sim político, Waldir Pires é um homem honesto e competente mas está sendo ” detonado” pela mídia golpista e pela elite que o vêem como ” homem de esquerda ” até já ouvi de uma ex- deputada do PSDB que esteve na minha casa que Waldir era um ” comunistazinho “. Na realidade Lula não se defende da direita, e da mídia, quer agradar a todos e se enfraquece, na visão de ” composição sindical” a saída e chamar pra comandar essa crise ” um amigo dozomme ” ou ( um amigo dos homens da elite ) como se diz na linguagem popular , e encontrou, né, como diz Paulo Henrique Amorim;o Ministro da Defesa Nélson Jobim tem as melhores e mais íntimas relações com os filhos de Roberto Marinho. As Organizações (?) Globo estão na frente do golpe. O Ministro da Defesa Nelson Jobim teve, no passado, sólidos vínculos de amizade com o presidente eleito José Serra. José Serra em várias oportunidades se colocou à frente das tropas golpistas. (Embora não abra o bico para falar da cratera do Metrô, onde morreram sete pessoas.)

Para mim a Globo de São Paulo e Serra são a mesma coisa, mas como disse o diretor-adjunto da revista Carta Capital, Mauricio Dias, ” a indicação de Nelson Jobim é um esforço inútil, de fazer uma composição à direita. A verdade é que o Lula é intragável para a elite brasileira e, terminada essa crise, essa crise nos aeroportos, a tragédia lamentável com o avião da TAM, vão procurar outra, vão cavar asfalto para encontrar minhoca. Não adianta, no caso, você vê, saiu o ministro Waldir Pires que era visivelmente rejeitado pelos militares em função do DNA político dele, o ministro Waldir Pires foi um homem do governo João Goulart que sofreu um golpe dos militares em 1964. E eu tive vários contatos inclusive com alguns comandantes da Aeronáutica que inclusive passaram recentemente pelo poder e evidentemente que eles não engolem a presença do ministro Waldir Pires porque ele foi de um regime… de um governo constitucionalmente eleito golpeado militarmente em 1964″; enfim acredito que esse loteamento à direita venha agradar aos donos de Companhias Aéreas, a mídia golpista, a elite branca reacionária, e venha apaziguar o governo Lula por que esse sim é ” Amigo dozome “.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: