Com Serra, polícia de SP matou um por dia no 1º semestre

Nos primeiros seis meses do governo de José Serra (PSDB), a polícia paulista matou 201 pessoas, 1,11 por dia. Apesar de menores do que em 2006, quando houve reação policial à onda de violência promovida pelo PCC, os números são superiores a 2005 e revelam, segundo entidades, que a letalidade policial continua alta.

Também entre janeiro e junho deste ano, 15 policiais foram mortos, um agente por grupo de 13 civis. “Os números preocupam porque parece que a reação de 2006 continuou tendo reflexo no comportamento letal dos agentes neste ano”, afirmou o ouvidor da polícia, Antonio Funari.

Segundo estatísticas da Secretaria da Segurança Pública do primeiro semestre de 2007, 178 pessoas foram mortas pela Polícia Militar e 23 pela Polícia Civil. Os policiais envolvidos estavam de serviço ou de folga.

Em 2006, ano atípico nas estatísticas – em maio, houve a reação policial aos ataques do PCC (Primeiro Comando da Capital) –, 341 civis foram mortos pela polícia no primeiro semestre, a maioria em supostos confrontos. Os números de mortos pela polícia em 2007, porém, são superiores a 2005. Naquele ano, 178 pessoas foram mortas pelas polícias Militar e Civil.

“O problema é que, mesmo descartando 2006, não houve diminuição da letalidade policial nos últimos anos”, afirmou Funari. Segundo ele, as estatísticas confirmam uma tendência já verificada pela Ouvidoria.

No primeiro trimestre de 2007, o número de denúncias de homicídios envolvendo policias encaminhadas à Ouvidoria quase dobrou em relação ao mesmo período do ano anterior -foram 91 contra 55 em 2006. O homicídio subiu de quinto para terceiro lugar no ranking das denúncias em 2007.

“A impunidade depois da reação da polícia aos atentados do PCC explica essa letalidade policial alta. Isso serve como carta branca para a polícia continuar matando”, afirmou Ariel de Castro Alves, secretário-geral do Condepe (Conselho Estadual da Defesa dos Direitos da Pessoa Humana).

Das 341 mortes no primeiro semestre de 2006, 92 ocorreram em maio e foram consideradas pelo governo à época como de integrantes do PCC e que teriam sido mortos quando cometiam ataques. Neste ano, o secretário da Segurança Pública, Ronaldo Marzagão, afirmou que ainda não há comprovação de que os 92 mortos agiam em nome do PCC. Em dezembro, quatro PMs da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) e um empresário viraram réus em um processo pelo seqüestro e morte de dois homens que estão na lista dos 92 suspeitos.

Fonte: Folha de S.Paulo

Rizzolo: Como membro da Comissão de Direitos Humanos da OAB fui convidado e acompanhei um trabalho de divulgação das Ouvidorias da Polícia, pelo governo federal, fica patente que a truculência policial é diretamente proprocional à resposta dos agentes do delito, como no caso do PCC. Contudo, existe no bojo da discussão, no meu entender, algo que incita o policial que muitas vezes é usado como massa de manobra; explico; existe na mídia principalmente no rádio, um incitamento a uma postura radical da policia, alguns radialistas representando interesses políticos elitistas, fazem e promovem uma verdadeira ” caça às bruxas” fazendo com que o policial militar atue com rigor, esses radialistas que não são poucos, querem que a políca principalmente a militar faça uma ” higienização ” em favelas e em outros bairros pobres, e o policial acaba sim sendo massa de manobra e culpado por não atuar com rigor, ou culpado por com atuar prudência. Não podemos nos esquecer que o policial quer ele militar ou civil faz parte da sociedade e que também é explorado pela elite , que faz uso desse cidadão que por idealismo e morando muitas vezes ao lado do marginal sofre as influências da política elitista que não esta nem do lado dele muito menos do bandido. Agora com relação ao Serra é claro que a maioria desses ” radialistas ” são crias do PSDB. Ou de quem poderia ser ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: