Sean Penn: um ator de Hollywood visita a Venezuela de Chávez

sean1.jpg

O ator americano Sean Penn concluiu no sábado (4) sua estada de seis dias na Venezuela, para onde viajou ”como jornalista”, segundo ele próprio afirmou. O objetivo da visita foi colher informações e escrever sobre a situação do país.

Ganhador de um Oscar por Sobre Meninos e Lobos (2003), Penn chegou a Caracas no último domingo de julho. Durante o tempo em que permaneceu na capital venezuelana, recusou-se a dar entrevistas e apenas agradeceu ao povo da Venezuela e ao presidente Hugo Chávez pela hospitalidade.

Atento o tempo todo às solicitações de quem se aproximava, o ator foi amável ao deixar-se fotografar com dezenas de cidadãos que pediam uma imagem de lembrança. No entanto, manteve-se afastado da imprensa, aparentemente alheio às expectativas geradas por ser uma estrela de cinema.

Simples e como se desculpasse ao falar, Penn passou parte de sua estada no país sul-americano visitando bairros pobres e algumas zonas agrícolas. Além disso, conversou com vários setores sobre a situação social do país.

Na sexta-feira, durante a inauguração de um laboratório de insumos agrícolas biologicamente corretos, presidida por Chávez, Penn foi visto tomando notas, afastado das câmeras de televisão e ouvindo a tradução de Andrés Izarra, presidente da cadeia Telesur, que o acompanhou o tempo todo e foi seu intérprete.

2,5 mil km

Na aldeia de Pueblo Encima, em plena serra andina, Chávez convidou Sean Penn para um desses encontros freqüentes do presidente venezuelano com seus simpatizantes. O presidente da Assembléia Nacional cubana, Ricardo Alarcón, e personalidades que participaram da Cúpula Social para a União Latino-Americana e Caribenha, em Caracas, também estiveram presentes.

Para chegar até a aldeia, situada a quase 2,5 mil metros de altitude, perto da fronteira com a Colômbia, Chávez e Penn percorreram o trajeto em jipe 4×4 de fabricação nacional para uso militar. Centenas de habitantes dessa região andina – dedicada ao cultivo de hortaliças e ao gado – se aglomeraram para ver a passagem da comitiva, com Chávez ao volante do veículo no qual também viajava o ator americano.

Durante quatro horas, o longo comboio presidencial viajou por impressionantes locais ermos dessa região fronteiriça com a Colômbia, considerada em conflito devido aos problemas derivados da violência e do narcotráfico. A principal parada foi num laboratório de bioinsumos para a saúde agrícola integral construído em plena serra andina, com a cooperação tecnológica de Cuba.

”Uma grande Venezuela”

Depois que Chávez pediu a Penn ”algumas palavras para o povo venezuelano”, foram ouvidas as únicas declarações públicas do ator. ”Esperava encontrar uma grande Venezuela e a encontrei. Também vim como jornalista e estou ainda digerindo todas as coisas que vi e venho aprendendo nesta viagem”, disse. ”Agradeço a todo o povo venezuelano e, especialmente, ao presidente Chávez pela hospitalidade com a qual me brindaram.”

Antes, no vôo entre Caracas e o aeroporto de La Fria, o presidente venezuelano já tinha brincado a respeito do silêncio de Penn. Segundo Chávez, ele ”é muito calado”, embora tenha uma ”chama interna”. Chávez também afirmou que Penn é ”muito corajoso” por suas posições, especialmente pelas críticas à intervenção militar americana no Iraque.

Em outro ato na quinta-feira, em Caracas, o presidente venezuelano disse que o ator é um dos americanos ”em busca da verdade” – e acrescentou que ele viajou ao Iraque, ao Irã e agora à Venezuela para ver a realidade com seus próprios olhos, cansado das mentiras.

Durante sua estada na Venezuela, o intérprete de A Grande Ilusão (2006) também visitou a Villa del Cine – a produtora estatal criada pelo governo. Segundo fontes venezuelanas, ele mostrou-se interessado na co-produção de filmes.

Da redação, com agências
Site do PC do B

Rizzolo: Como sempre digo o povo americano esta acordando, contudo como a mídia nos EUA é controlada pelos imperialistas ou seja os 4% milionários donos de quase tudo, dominando os EUA e parte do mundo, querem lá como aqui ditar como devemos pensar e agir, os artistas, os ecritores, pensadores, ativistas nos EUA quietos não ficam , e Sean Penn é um deles, um ator ativista político; é uma pena que nesse Brasil pobre e explorado pela elite golpista , os artistas não se mobilizem às causas populares, apenas se juntam e gritam para defender interesses de seus patrões como no caso da Globo. Agora , o povo, ? Ah! o povo que se dane, que fique assistindo a novelinha da Globo e não incomode os golpistas de plantão que logo após ao intervalo da novela aparecem às vezes dizendo ” Cansei” . Mas uma vez digo, Cansei de que ? quem deveria dizer cansei é o pobre não esses camaradas, que vivem na opulência e ficam cada vez mais ricos a custa do suor do trabalhador brasileiro. Agora a melhor declaração de Chavez em relação a Sean foi quando o presidente venezuelano disse que o ator é um dos americanos ”em busca da verdade” – e acrescentou que ele viajou ao Iraque, ao Irã e agora à Venezuela para ver a realidade com seus próprios olhos, cansado das mentiras. Muito bem !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: