Arcebispo desconhece ato do “Cansei” na Catedral de SP

O arcebispo de São Paulo, dom Odilo Scherer, diz não ter sido consultado pelo movimento direitista “Cansei”, sobre o ato que o grupo pretende fazer dentro da Catedral da Sé na próxima sexta-feira (17). “Não sou promotor deste evento, não fui consultado nem sei quem autorizou”, disse o arcebispo, “surpreso”, segundo a Folha de S.Paulo desta quarta-feira. O jornal dis que dom Odilo vai conversar com a direção da catedral paulistana e só depois voltará a falar sobre o assunto.

O Movimento Cívico pelo Direito dos Brasileiros, mais conhecido como “Cansei”, liderado pelo presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso, programou para sexta-feira à tarde um encontro com representantes de várias religiões para lembrar o aniversário de um mês do acidente com o avião da TAM. O encontro na catedral passou a concentrar as atenções do grupo, antes concentrado na convocação do minuto de silêncio em todo o país na mesma sexta-feira.

Para D’Urso, ou “Cansei” ou corrupção

O “Cansei” diz ser apartidário e nega se opor ao governo do presidente Lula. Ontem, D’Urso voltou a rebater as críticas contra o grupo. “O “Cansei” não é um movimento de elite, é um movimento que contempla todas as camadas da sociedade”, disse ele. “Para ser contra o Cansei, só quem for a favor da corrupção, da criminalidade”, acusou.

Sobre o comparecimento na sexta-feira, o advogado do “Cansei” desconversou: “Não se pode medir a força do movimento pelo número de pessoas que estiverem concentradas. Quantas pessoas virão? Pouco importa, nós estaremos lá.” A Catedral da Sé tem capacidade para 8 mil pessoas.

Segundo a assessoria da arquidiocese, a autorização para o uso da catedral foi dada pelo padre Pedro Fenech, responsável pela administração da igreja.

Arregimentação de famosos

O “Cansei” apresentou ontem uma série de adesões de pessoas famosas ao grupo, informa ainda a Folha. O padre-cantor Antonio Maria deve representar a Igreja Católica no ato. A cantora Ivete Sangalo, contratada da Philips, uma das empresas apoiadoras do “Cansei”, já aparece nos novos cartazes da organização. Ela é irmã do empresário Jesus Sangalo, um dos fundadores do movimento. Também aderiu a atriz Regina Duarte, que em 2002 disse no programa eleitoral do PSDB que tinha “medo” do PT. D’Urso nega que a presença de artistas seja uma maneira de aumentar o número de participantes na sexta.

Com informações da Folha de S. Paulo
Site do PC do B

Rizzolo: Em primeiro lugar é bom a elite verificar se poderá usar a igreja ou não, mesmo proque o próprio arcebispo de São Paulo, dom Odilo Scherer, diz não ter sido consultado pelo movimento direitista “Cansei”, em segundo lugar a afirmativa de D´Urso de que “Para ser contra o Cansei, só quem for a favor da corrupção, da criminalidade” , ou seja , quem é contra os pensamentos da elite é favor da corrupção e da criminalidade, ah! isso é um tapa na cara do povo, ele não devia falar isso. Como diz Mino Carta ” Quem reduziu um País grande e rico por natureza neste Brasil limítrofe, a disputar com Serra Leoa e Nigéria a primazia de pior distribuição de renda do mundo, com todas as conseqüências, de criminalidade a corrupção, são pessoas como estas agora dispostas a rumar para a catedral da Sé”.

Como Advogado, cidadão brasileiro, acho que essa afirmação é típica de quem não sabe mais como voltar atrás, agora tem que arrumar gente pra ir na Igreja, fazer volume, chamar cantor, não dá pra dizer que não vai ter mais o cansei, né ? Tem que ir até o fim. É duro ficar isolado, hein !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: