Azeredo diz que se cair leva junto FH, Aécio e todo o PSDB

Azeredo ameaça o PSDB: “campanha de 98 não era só minha, era de todo o partido”

Após a cúpula tucana dar sinais nos bastidores de que abandonará de vez Eduardo Azeredo no caso do tucanoduto de Marcos Valério, o senador disparou as baterias e ameaçou publicamente seus correligionários Fernando Henrique, Aécio Neves e “todo o partido”. A ameaça foi feita em entrevista ao jornal “O Globo”, na terça-feira. Ao ser questionado se estava surpreendido com a postura do partido, ainda não formalizada, de rifá-lo, Azeredo mandou seu recado nada discreto: “A campanha de 1998 não era só minha. Era de todo o partido, inclusive da reeleição do presidente Fernando Henrique Cardoso no estado”.

Azeredo acrescentou que, por isso mesmo, “acredito que vou ter o apoio total do partido. Eu sou fundador do PSDB. A bancada já disse que dará apoio”. Em seguida, emendou: “O Aécio também está firme”.

Não precisa ser nenhum Sherlock Holmes para decifrar as ameaças de Azeredo. Como está claro no relatório da Polícia Federal, o caixa 2 de Azeredo, irrigado com recursos públicos, de empreiteiras e de bancos, beneficiou 159 políticos ligados à sua candidatura. Na lista elaborada por seu caixa de campanha, Cláudio Mourão, aparece o então candidato a deputado federal e atual governador do Estado, Aécio Neves, como receptor de R$ 110 mil.

O relatório aponta também que parte dos recursos públicos que sustentaram o esquema saiu da Fundacentro – órgão ligado ao Ministério do Trabalho -, no governo de Fernando Henrique Cardoso. “Marcos Valério também realizou em 1998 procedimentos ilícitos junto à Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho -Fundacentro, entidade integrante da administração pública federal vinculada ao Ministério do Trabalho, utilizando a mesma técnica de branqueamento de fundos (lavagem de dinheiro) desviados através da prestação de serviços publicitários inexistentes ou superfaturados”, afirma a Polícia Federal. Além disso, a PF identificou esquemas montados na Telesp, antes da privatização, para desviar recursos para o esquema.

Em 2005, período em que estourou o escândalo do tucanoduto, Azeredo foi afastado da presidência nacional do PSDB por seus colegas com a esperança de que o caso fosse abafado. Agora, o senador que pode enfrentar um processo no próprio Senado, mostra que não está disposto de cair sozinho, caso seja novamente abandonado.
Hora do Povo

Rizzolo:Ah! Mas agora a ética tucana se desespera, não há dúvida que o fato do caixa dois de Azeredo, irrigado com recursos públicos, de empreiteiras e de bancos, que beneficiou 159 políticos ligados à sua candidatura levará muita gente a reboque, na lista de Claudio Mourão o caixa da campanha, Aparece quem? Nada mais nada menos o então deputado federal e atual governador do Estado Aéco Neves, receptando R$ 110 mil, ora, Esses são os “guardiões da ética tucana?” Agora, cuidado com Azeredo, ele sabe muito, e todos irão como já a reboque. Esses são os que não gostam da democracia plena, gostam da “relativa”, da mídia golpista e também do dinheiro do caixa dois. A direita está muito bem representada não?

Uma resposta to “Azeredo diz que se cair leva junto FH, Aécio e todo o PSDB”

  1. Thiago Moro Says:

    ixi… acho que a avalanche está próxima… vamos acompanhar!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: