Rice inclui Lula entre ‘líderes democráticos responsáveis’

20070927180420condy2709_afp203b.jpg

Rice defendeu aprovação de acordos de livre comércio
A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, afirmou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é um dos “líderes democráticos responsáveis” que estão comandando “a verdadeira revolução nas Américas”.
Além de Lula, Rice incluiu ainda na lista os presidentes do Chile, Michelle Bachelet, do Peru, Alan García, da Colômbia, Álvaro Uribe, do México, Felipe Calderón, da Costa Rica, Óscar Arias, e de El Salvador, Antonio Saca.

“Os governos democráticos destes e de muitos outros países estão aprofundando o consenso pan-americano em criar democracias” afirmou. “Essa é a verdadeira história dos últimos anos, e não a guinada para a esquerda, da qual tanto ouvimos falar.”

A secretária de Estado americana fez o comentário durante discurso na sede da Organização dos Estados Americanos (OEA), em um evento promovido pelo centro de pesquisas Council on Foreign Relations, de Washington.

Acordos comerciais

O principal tema do discurso de Rice foi o livre comércio. A secretária de Estado americana defendeu com ênfase a aprovação pelo Congresso dos Estados Unidos de acordos recentemente negociados com Peru, Colômbia e Panamá.

Segundo Rice, a não aprovação dos acordos passaria aos países da região a mensagem de que os Estados Unidos não merecem confiança e representaria “um grande golpe” para essas nações.

A secretária de Estado americana disse que há um consenso entre quase todos os líderes da região em “promover livre comércio, abrir seus mercados, combater a pobreza e ampliar as possibilidades para seus povos”.

Rice acrecentou que “as exceções podem ser ruidosas, mas estão rumando para a direção oposta do continente como um todo”, em uma afirmação interpretada como uma referência velada à Venezuela, do presidente Hugo Chávez.

As autoridades do governo americano raramente se referem ao líder venezuelano nominalmente, mas sempre fazem alusões ao suposto autoritarismo de Chávez.

Autoritarismo

A secretária de Estado americana deu seqüência às indiretas ao afirmar que “o autoritarismo é uma idéia que pode competir com a de livre mercado, mas não é uma alternativa, porque uma leva ao sucesso, a outra, ao fracasso”.

“A única pergunta é quanto mal essa idéia fracassada pode fazer à nossa região”, acrescentou Rice. “A resposta está conosco, quer nós apoiemos ou não as democracias responsáveis que queiram um maior compromisso com os Estados Unidos, que queiram fazer mais comércio com os Estados Unidos.”

A secretária de Estado americana declarou ainda que os Estados Unidos “não cobram um preço ideológico por suas parcerias”.

“Apoiamos o sucesso de todos os governos democráticos responsáveis, da esquerda, como os governos de Brasil, Chile e Uruguai, à direita, como El Salvador e Colômbia”.

“Para fortalecer nossa comunidade pan-americana, estamos tranformando nossas relações com grandes poderes regionais, como Brasil, Chile e Colômbia”, concluiu Rice.
BBC Brasil

Rizzolo: Olha, essa declaração vinda dos EUA, é um ponto a menos para o presidente Lula, senão vejamos: Os EUA hoje que se alçam como um “exemplo de democracia” só pode mesmo impressionar um incauto. Hoje é público e notório a política de tortura oficializada pelo governo americano, hoje temos 47 milhões de pessoas sem seguro saúde nos EUA, onde na sua maioria são negros e latinos, calcula-se que haja mais de 2,5 milhões de mutuários que não poderão pagar e encararão a execução de seus imóveis, as invasões promovidas pelo governo Bush com o pretexto de combater “armas de destruição em massa” não impressionam mais ninguém e denota o caráter imoral dos EUA. Agora temos a secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, afirmando que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva é um dos “líderes democráticos responsáveis” dando uma nota “boa” para Lula o que na realidade esse “elogio” vindo de lá, o torna um ser estranho no contexto da América Latina.

Essa democracia relativa apregoada pelos EUA é foco de debate interno entre os democratas que já cansaram de combater a hipocrisia de Bush. Haja vista as declarações de Obama e Hillary que pelos conservadores são chamados de ” socialistas”. Quanto às críticas a Chavez vindas do país onde a democracia é questionável, quer do tipo moral como as fraudes eleitorais na Flórida, quanto à impossibilidade do eleitor votar diretamente para presidente, ( Colégio Eleitoral) fica uma pergunta. Entre a democracia relativa americana e a participativa de Chavez esta última leva a vantagem vez que Chavez foi às urnas sete vezes e ganhou todas. E agora? Ah! Mas agora Chavez “não é um líder responsável” ele ouve muito o povo, não é? (riso.) Que sai justa hein Lula, admirado pela Condoleezza !!

Publicado em Política. Tags: , . Leave a Comment »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: