Intromissão à Cuba deve ser vetada

Enquanto o governo Lula esforça-se para consolidar o Mercosul e fazer avançar a integração latino-americana, os setores mais reacionários da direita não perdem oportunidade para tentar criar atritos e intrigas entre o Brasil e os países latino-americanos.

Agora, tais setores maquinaram e conseguiram aprovar na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados um requerimento que autoriza um grupo de deputados viajar a Cuba com o objetivo de verificar a situação de dois boxeadores que foram deportados pelo governo brasileiro, em agosto último, quando da realização dos Jogos Pan-americanos.

Para o deputado Aldo Rebelo, titular da referida comissão e ex-presidente da Câmara, o requerimento ”é quase uma provocação”.

Primeiro, porque não cabe ao Congresso brasileiro, argumenta Aldo, investigar outros países. Para esclarecer melhor, ele exemplifica: ”Se o Congresso da Argentina aprovasse um requerimento para investigar a situação de brasileiros no Brasil, certamente, o governo brasileiro não aceitaria a interferência.”

Neste episódio como se vê, no afã de atacar Cuba e de incompatibilizá-la com o Brasil, essa ala tacanha do parlamento revelou o paroxismo de suas posições retrógradas. O teor do requerimento é nitidamente inconstitucional e se efetivado exporia a Câmara dos Deputados ao ridículo e a envolveria num episódio conflitante com a posição histórica do Estado brasileiro de respeitar o principio da soberania e da autodeterminação dos povos.

O conservadorismo repete com esse requerimento a mesma conduta que adotou quando da recente eclosão de controvérsias com a Bolívia. Alardeia bravatas quando se trata de problemas contornáveis com países amigos e pobres e é covarde e subserviente em relação às grandes potências, sobretudo, nas questões referentes aos Estados Unidos da América.

Nesse particular, o deputado Aldo Rebelo, põe o dedo na ferida: ”Por que não investigar os brasileiros presos nos Estados Unidos ou Por que não houve a preocupação com o acompanhamento do inquérito sobre a morte do brasileiro Jean Charles em Londres?”.

Cabe ao presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia, com base na Constituição e na defesa dos princípios da República vetar esse requerimento tão reacionário quanto ridículo.
Site do PC do B

Rizzolo:Fica claro que à medida que os paises da América Latina se integrem, a direita reacionária, que luta pela desunião, luta pela intriga, incita a população contra a Venezuela, promove através da imprensa a desqualificação de tudo que é a favor do mais pobre, do mais humilde, procura imprimir seu ódio de acordo com a Cartilha do “Consenso de Washington”, encontram-se desta feita com a “missão” de desqualificar o governo cubano, afrontando e provocando – o, com o pretexto de “estarem preocupados com os atletas cubanos”. Os lobistas conseguiram aprovar na Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados um requerimento que autoriza um grupo de deputados viajar a Cuba com o objetivo de “verificar a situação de dois boxeadores” que foram deportados pelo governo brasileiro, em agosto último, quando da realização dos Jogos Pan-americanos. Ora, até parece que estão preocupados com alguma coisa, querem sim, tumultuar, gerar notícia, enfim, é sempre aquilo que eu digo, os que financiam tudo isso, são sim exigentes, e o trabalho é cobrado dia a dia. Agora o camarada Chinaglia, não é confiável, pode titubear, lembra-se da questão da CPI da TVA, quando queria deixar pra lá ??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: