Coréia Democrática denuncia planos militares dos Estados Unidos

coreadelnorte_pyonyang1.jpg

Pyongyang, 25 dez (PL) A Coréia Democrática denunciou hoje os planos agressivos dos Estados Unidos para lançar um ataque preventivo contra seu território, depois da aparência de dialogar com as autoridades do norte da península.

Um comentário do jornal Rodong Sinmún, órgão do Partido do Trabalho da Coréia (PTC), diz que esse diálogo, ao mesmo tempo que prepara o confronto, não é mais que uma opção militar para desarmar mentalmente à República Popular.

O rotativo recorda que recentemente a força aérea norte-americana realizou manobras na península numa operação coordenada, durante as quais despregaram aviões F A-18 e KC-130 com base no estrangeiro.

O propósito desses exercícios foi atacar objetivos terrestres, brindar apoio aéreo, travar combates aéreos e realizar ataques intensivos com o deslocamento de formações de aparelhos.

Rodong Sinmún opina que estes ensaios para lançar um ataque contra a República Popular Democrática da Coréia (RPDC) lançam a dúvida sobre se Washington realmente deseja o diálogo ou não.

Os dois países participam desde 2003 em Beijing nas conversas a seis bandas sobre a desnuclearização da península coreana, e servidores públicos de alto escalão de ambos governos sustentaram vários encontros bilaterais nos recentes meses.

É a intenção dos conservadores de linha dura dos Estados Unidos de pressionar à atual administração para suspender o diálogo com a RPDC e tensionar a situação para deixá-la mais complicada, estima o jornal.

O comentário adverte que Pyongyang está disposta a responder ao diálogo com o diálogo, mas também a contra arrestar a força com a força.

Prensa Latina

Rizzolo: Bom, isso é bem provável, toda esse cortejamento americano, tem em sua raízes, lançar bases à uma oposição republicana sedenta de sangue. Contudo, a Coréia do Norte não é o Iraque, a China continental não admitirá qualquer agressão a Pyongyang , e aí a coisa ficará preta. Segundo o presidente norte-americano George W. Bush, a Coréia do Norte faz parte de um “eixo do mal”. Para Bush, os três países que constituem esse eixo -Coréia do Norte, Irã e Iraque possuem armas de destruição em massa e patrocinam o terrorismo regional e mundial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: