Pesquisa: Obama empata com Hillary na disputa democrata

Barack Obama conseguiu eliminar uma distância antes substancial para ficar virtualmente empatado com Hillary Clinton na corrida à vaga de candidato do Partido Democrata para as eleições presidenciais dos EUA, mostrou uma pesquisa da Reuters/Zogby divulgada nesta quarta-feira (16).

Entre os republicanos, John McCain conseguiu o primeiro lugar em uma disputa ainda bastante indefinida, passando Mike Huckabee e deixando Rudy Giuliani de lado enquanto as prévias iniciais da corrida de 2008 pela Casa Branca alteravam o perfil do embate nos dois partidos.

Antes das eleições virtualmente cruciais em Nevada, na Carolina do Sul e na Flórida, a disputa para escolher os candidatos da eleição de novembro, da qual sairá o sucessor do presidente George W. Bush, mostrava-se altamente instável.

As vitórias de Obama, senador pelo Estado de Illinois, e Huckabee, ex-governador do Arkansas, nas prévias de Iowa deram aos dois candidatos mais força na corrida.

Mas o incentivo mostrou-se pouco duradouro já que Hillary, senadora pelo Estado de Nova York, e McCain, senador pelo Arizona, venceram nas prévias de New Hampshire, realizadas cinco dias depois. Os resultados iniciais apontam para disputas potencialmente longas pelas vagas de candidato entre os republicanos e os democratas. “Essa é a definição de uma corrida cabeça a cabeça”, afirmou John Zogby, um especialista em pesquisas.

As entrevistas com os eleitores em potencial ocorreram na quinta e na sexta-feira, antes das prévias republicanas em Michigan, de terça-feira, na qual o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney venceu McCain com 39% dos votos contra 30%. Huckabee ficou em terceiro, com 16%.

Os democratas também realizaram uma prévia em Michigan, mas uma disputa em torno da data da votação levou o diretório nacional do partido a excluir os delegados do Estado da convenção nacional que escolhe o candidato do partido no meio do ano. A prévia de Michigan, assim, não tem valor nenhum.

Hillary, uma ex-primeira-dama que pode se tornar a primeira mulher a ocupar a Presidência dos EUA, tinha uma vantagem de 21 pontos percentuais sobre Obama em outubro. No mês passado, essa distância caiu para 8 pontos. A pesquisa deste mês dava à pré-candidata 39% das intenções de voto, contra 38% para o pré-candidato. Essa vantagem fica dentro da margem de erro da enquete, de 4,7 pontos percentuais.

Obama, que pode se tornar o primeiro presidente negro dos EUA, e Hillary aparecem empatados em vários grupos de eleitores, entre os quais os homens, as mulheres, os democratas e os independentes. Obama liderava com folga, 65% contra 15% das intenções de voto, entre os negros.

Incrivelmente disputada

“Essa é uma corrida incrivelmente disputada em quase todos os níveis”, afirmou Zogby.

Entre os republicanos, McCain aparecia à frente de Huckabee com 28% das intenções de voto contra 23%. Os dois pré-candidatos ainda se aproveitam das vitórias obtidas nas duas primeiras prévias.

Huckabee, um ministro batista cuja ascensão viu-se alimentada pelo apoio de grupos religiosos conservadores, liderava com 34% contra 22% entre os que se descreviam como “renascidos.”

McCain aparecia à frente entre os independentes, com 45% contra 13%, e entre os moderados, com 53% contra 13%. Os dois pré-candidatos empatavam entre os eleitores republicanos.

A pesquisa entrevistou 459 prováveis votantes das prévias democratas e 427 das prévias republicanas, possuindo uma margem de erro de 4,7% para cima ou para baixo entre os democratas e de 4,8% entre os republicanos.

Fonte: Reuters

Rizzolo: Bem, na verdade qualquer qualquer candidato democrata seria bom, menos republicanos como McCain. Para os EUA Obama seria uma vitória ao povo negro e latino , e suas representatividades estariam alicerçadas por um presidente negro. Muito embora, não exista na essência muita diferença entre a política e a visão do mundo entre os dois. Ambos são reticentes à guerra do Iraque. Mas não resta dúvida, que o empate com Hillary traz uma esperança a população negra que jamais teve um presidente nos EUA. Será que conseguirão ? Vamos torcer. Noam Chomsky apoia o democrata ” Micke Gravel “, um Senador do Alaska progressista, que por sinal tem idéias avançadas e interessantes, mas tem pouca chance. Uma pena.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: