Depois da farra do cartão, chega a mudança imóvel

Dinheiro público é aquilo que o brasileiro ganha suando a camisa diariamente e os governos esbanjam como estróinas descontrolados. Exemplos recentes avultam as evidências. Não bastasse o caso da farra dos cartões, a repórter Leila Suwwan içou à superfície outra a bizarrice da mudança imóvel.

Consiste no custeio de mudanças de funcionários públicos que não se mudam. A pretexto de financiar o retorno de Brasília para seus Estados de origem, dois servidores retiraram da bolsa da Viúva R$ 26.300. Tudo normal, não fosse um detalhe: os beneficiários da prebenda mudaram apenas de um prédio para outro.

Nelson Machado recebeu R$ 18 mil para migrar da cadeira de ministro da Previdência para a poltrona de secretário-executivo da pasta da Fazenda. Pedro Brito embolsou R$ 8.300 para vencer a distância que separa o gabinete de ministro da Integração Nacional da sala de ministro dos Portos.

Inquirido acerca do inadmissível, Nelson Machado recorreu ao inaceitável. “Qual o conceito de mudança? O termo mudança é ambíguo”, disse ele. Não bastasse subverter a ética, o servidor deseja agora perverter o vernáculo.

Blog do Josias/Folha online

Rizzolo: Realmente o nível de falta de ética atingiu seu maior patamar com o PT. A improbidade parece já não mais incomodar os membros do governo, e o pior, não há punição tampouco indignação por parte de Lula. Enquanto isso a esquerda aplaude, e o povo brasileiro mais uma vez fica sem entender como aquele discurso o enganou. Mensalão, problemas de falta de gestão, desmatamentos que saltam ao olhos, gastos visando interesses dos poderosos como a transposição do rio São Francisco, impedimentos a verificação dos gastos da Presidência, lucro amoral dos bancos, política ecômica vinda de Washington (BC), e muito mais que ainda não sabemos. Eu faço a “mea culpa”, apoiei Lula e tenho coragem de admitir que errei. Outro dia recebi um email de um leitor que dizia que a esquerda não é culpada, que temos que apoiar Lula porque é a ” esquerda que temos “. Outro petista me disse, Pô Rizzolo, que pena agora vc pensar assim ! Ora, pelo amor de Deus, apoiar um governo que traiu o povo brasileiro? Fique com a esquerda de vocês que eu fico a minha, sozinho, do meu jeito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: