Para Lula, a oposição “está nervosa” com as realizações do seu governo

Em discurso na inauguração do reservatório de contenção da Barragem Manuel Alves, em Divinópolis (TO), na terça-feira, o presidente Lula disse que as manobras da oposição para atrapalhar seu governo não terão efeito. “Eu vou contar uma coisa para vocês: quem nasceu em Garanhuns e não morreu até os cinco anos de idade, de fome, não vai morrer no caminho porque a oposição quer criar dificuldades”, declarou.

“Quem perdeu três eleições e não desistiu, não vai se perder porque não foi aprovada a CPMF. Só para mostrar isso, no mês que vem, em abril, eu vou lançar o Programa Saúde da Família dentro das escolas públicas brasileiras para atender as nossas crianças. Onde nós vamos arrumar dinheiro? Vamos arrumar dinheiro, ele vai aparecer”, disse.

“E os nossos adversários vão ficando nervosos. Sabem por quê?”, indagou o presidente à multidão. “De 1909 a 2003, todos os governos que passaram criaram 140 escolas técnicas, em 93 anos, 140 escolas técnicas. E nós, em 8 anos, vamos fazer 214 escolas técnicas. Ou seja, em oito anos vamos fazer mais do que foi feito, quase o dobro do que foi feito em 90 anos. E isso vale para a eletrificação rural”.

O presidente lembrou ainda que quando criou o Bolsa Família “os de cima diziam assim: ‘isso é esmola, isso é assistencialismo, o Lula não está resolvendo o problema dos pobres, o que é o Bolsa Família? 70, 80, 90 reais?’ Noventa reais não valem nada para uma pessoa que ganha 20 mil reais por mês e dá de gorjeta depois que fica bêbado num bar, tomando cerveja. Agora, 90 reais na mão de uma mulher que tem três ou quatro filhos, ela vai ao supermercado e traz comida para aquelas crianças comerem durante o mês inteiro”.

Hora do Povo

Rizzolo: Realmente a postura da oposição não vem de encontro aos anseios do povo brasileiro, fazem uma oposição apenas para desestabilizar o governo. Tenho muitas críticas em relação ao governo Lula, contudo houve avanços, um deles como já disse em outro artigo, é o Bolsa Família, o problema é a implementação da segunda fase do programa, que é gerar empregos, mas aí entra o Copom e o BC, com Sr. Meirelles e sua política de altas taxas de juros visando beneficiar os especuladores, inviabilizando os projetos de geração de empregos e fortalecimento do mercado interno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: