Lula defende o enfrentamento aos entraves do crescimento na elaboração da política industrial

O presidente Lula afirmou nesta terça-feira (1º), durante reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), em Brasília, que o ciclo de crescimento da economia brasileira deve continuar, baseado na elevação do consumo e na oferta de crédito, combinados com aumento simultâneo da produção.

“É muito importante o crédito continuar crescendo, o consumo continuar crescendo, mas todo mundo sabe que é importante que cresçam os espaços na fábrica para produzir”, defendeu.

“Espero que a indústria automobilística faça muitos investimentos, que o comércio continue vendendo muito mais, porque quando o comércio vende do jeito que está vendendo, eu sei que a comida está chegando à boca do pobre, e quando está chegando à boca do pobre a gente percebe que ele vai aos atos públicos mais feliz, mais alegre. Eu acho que é este País que nós poderemos consolidar”, disse, assinalando a necessidade da adoção de políticas especiais para atender a demanda.

Lula destacou que é preciso enfrentar os entraves ao crescimento da produção, “porque na hora em que houver um descompasso, todos nós sabemos que o risco é muito grande e já vivemos isso em outras vezes. Então, vamos descobrir quais os gargalos, incentivar, criar”. “Não há espaço para retroceder e não há disposição. Naquilo que depender do governo, podem ficar tranqüilos, que a gente vai levar avante”.

Nesse sentido, o presidente confirmou que em 15 dias o governo deverá lançar o programa de política industrial. “Ela vai dar uma direção e vai mostrar que acabou o tempo em que a gente achava que a própria sorte do mercado iria definir que tipo de política industrial nós queríamos”, sublinhou. Ele ressaltou que a idéia é definir as diretrizes para que haja “um projeto delineado, como pretendemos apresentar agora, e eu acho que isso é extremamente importante para o Brasil”.

Lula também rechaçou a cantilena da oposição contra as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), reiterando ele e os membros do governo vão continuar viajando pelo Brasil para executar as ações do programa.

“É um tipo de gente que trabalha para que não acontecer coisas de bem neste país porque não foi ela que criou”, afirmou, lembrando que muita gente não tem noção do que o PAC representa. “Hoje, eu diria que em quase todos os estados, pelo menos em metade ou 60% dos municípios tem alguma obra em andamento. Isso significa que a construção civil vai trabalhar mais do que já trabalhou em qualquer outro momento, que a economia vai crescer”, frisou.

Hora do Povo

Rizzolo: Bom, o discurso como sempre é genérico e não atinge a questão principal. Como atingir um aumento da produção fortalecendo o mercado interno com os juros no atual patamar? Não é possível que ninguém assoprou ainda no ouvido do presidente Lula, que a política econômica do Sr. Meirelles é recessiva. Lula se preocupa mais com a Dilma a ” Mãe do Pac ” e do Pad ( Produção Antecipada de Dossiê), do que com os problemas pontuais do Brasil. Ora, se “é preciso enfrentar os entraves ao crescimento da produção”, então vamos rever a política do Banco Central. Pensar no Brasil, não é apenas viajar de palanque a palanque com a Dilma ( sob suspeição ) à tiracolo, tentando fazer seu sucessor; vamos refletir e ir ao fundo da questão do desenvolvimento do Brasil. O primeiro passo: uma política que vise a produção não a pretensa inflação. Tudo isso é bem melhor que apenas o discurso. De tanto as pessoas já terem falado em juros altos, de tanto já ter ouvido até de empresários como Antônio Erminio de Moraes, que a taxa de juros é um problema, será que Lula ainda não identificou quem está atrapalhando o Brasil? Bem , o importante é a Dilma , não é ? Aliás, ontem em Porto Alegre o palanque tomou vaia, será que foi só para a governadora ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: