PF faz diligências na Câmara com revista em gabinetes de deputados

O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT/SP), afirmou na segunda-feira que não há elementos suficientes para que a Corregedoria Geral da Casa investigue os deputados João Magalhães (PMDB) e Adelmir Camilo (PDT), ambos de Minas Gerais, que tiveram seus gabinetes revistados por agentes federais na última sexta-feira. “Até o presente momento não há elementos para levar o assunto à investigação na Corregedoria”, disse.

Arlindo Chinaglia reconheceu, no entanto, que foi informando pelo procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, de que policiais federais fariam diligências nos gabinetes dos dois deputados federais, onde apreenderam documentos e computadores.

O presidente da Câmara alegou que desconhece detalhes sobre o inquérito e que aguarda mais informações para tomar futuras providências.

Os parlamentares são investigados pela Polícia Federal na Operação João de Barro, que apura desvio de recursos de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), mas negam envolvimento com as supostas irregularidades e afirmam ser inocentes. Segundo a PF, os deputados teriam participado do esquema com a destinação de emendas ao Orçamento, que liberavam verbas para projetos em municípios.
Hora do Povo

Rizzolo: É claro que por hora o que existe é uma investigação apenas. Agora, o triste é vermos a que ponto chegou a corrupção no meio político brasileiro, haja vista o número de deputados, senadores envolvidos em falcatruas. Bela democracia que vivemos, hein! O pior, poucos são os que possuem ética, moral, que se aventura a uma vida política; hoje no Brasil o que mais falta é matéria-prima humana atuando com retidão na vida pública. Não é à toa que o Congresso Nacional é uma das instituições menos prestigiadas pelo pobre povo brasileiro, que cansado está de tanta corrupção.

O senador DEMÓSTENES TORRES (DEM/GO), entrevistado pelo jornalista Francisco Fontenele, declarou, em Fortaleza (Jun/08), que: “Há muitos políticos extremamente corruptos e desonestos no Congresso Nacional, que não querem, de forma alguma, que um projeto desses (refere-se a projeto sobre políticos processados não concorrerem a eleições) vá adiante, mas nós vamos lutar para aprová-lo”. Numa pesquisa, 78% da população brasileira não acredita nos partidos políticos brasileiros e 76% não acreditam nos políticos, ficando os dois colocados nos últimos lugares. É uma pena para nós brasileiros, termos que conviver com essa “malandragem vestida de democracia”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: