Lula e Chávez querem agilizar entrada da Venezuela no Mercosul

BRASÍLIA – Em encontro nesta semana, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pedirá ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, que agilize as negociações comerciais para o ingresso do país no Mercosul.

Lula fará uma breve visita a Caracas na sexta-feira, quando também será discutido o aprofundamento da integração energética entre os dois países, disse a jornalistas nesta quarta-feira o porta-voz da Presidência, Marcelo Baumbach.

A concretização do ingresso da Venezuela como sócio pleno do Mercosul –bloco em que participam, além do Brasil, a Argentina, o Paraguai e o Uruguai– depende da aprovação dos Congressos brasileiro e paraguaio.

Mas Baumbach, descartando uma permissão imediata por parte dos parlamentares, informou que agora a Venezuela tem que cumprir requisitos técnicos.

Ele disse ainda que Caracas não apresentou as listas de suspensão de impostos sobre produtos brasileiros.

“O Brasil vai tentar garantir o compromisso da Venezuela de agilizar as negociações bilaterais para seu ingresso no bloco”, disse.

“É de especial importância a apresentação das listas de suspensão de impostos de produtos brasileiros, necessárias para finalizar o processo de adesão”, acrescentou.

Lula e Chávez também discutirão a criação de uma zona de integração e desenvolvimento na fronteira, incluindo uma “área de controle integrado” para facilitar o deslocamento de pessoas e bens mediante a coordenação de tarifas e de imigração.

Também vão abordar um possível acordo de cooperação energética, que incluiria a previsão de venda de energia quando um dos países precisar. Vão discutir ainda os próximos passos da União de Nações Sul-Americanas (Unasur), criada no mês passado, e do Conselho de Defesa Regional, uma iniciativa do Brasil. (Reportagem de Raymond Colitt)
Agência Estado

Rizzolo: O governo Lula desta feita tenta dar uma versão de falta de requisitos ” técnicos ” para a entrada da Venezuela, quer na verdade levar o debate para questões técnicas e não política. Ora, como podemos aceitar hoje do ponto de vista político a entrada da Venezuela no Mercosul? Desde a época em que estive na Venezuela, há um ano atrás, muita coisa mudou. Chavez se desmoralizou perdendo o referendo, ficou provado sua participação e suas relações com as Farc, e as questões relativas à democracia na Venezuela pioraram. Agora o problema é a pressão da esquerda brasileira, que pouco estão preocupadas com as Farc, querem mais a demarcação contínua das nossas reservas, e no fundo aplaudem as trocas de email que provadas foram entre Chaves e as Farc. Enfim a nova estratégia petista para a Venezuela: levar o debate para o âmbito técnico. E observem que agora o presidente Lula combinou o discurso “anti imigração europeu” afinado com Chavez, em sua revolta contra as novas política de contençõa à imigração nos países da Europa. É brincadeira, viu!. Ainda bem que eu desisti do ” socialismo bolivariano” a tempo .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: