Lula repete que crise é de Bush e reservas são ‘sagradas’

MOSSORÓ – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva repetiu nesta sexta-feira, 19, que a crise americana é um problema do presidente dos Estados Unidos, George Bush, e não dele. “A imprensa vive me perguntando sobre a crise americana. Eu digo: Pergunte ao Bush. A crise é dele, e não minha”, disse.

“Tenho que cuidar do meu País para que não seja contaminado por essa crise. Hoje, não dependemos de um ou dois países”, destacou, durante discurso em Mossoró, onde participou da inauguração de novos prédios da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), da usina termelétrica Jesus Soares Pereira (Termoaçu) e da assinatura de protocolo para implantação da refinaria Clara Camarão em Guamaré.

Lula citou que o Brasil tem uma balança comercial diversificada, não deve mais ao Fundo Monetário Internacional (FMI) e tem US$ 207 bilhões de reservas “sagradas”, para não permitir especulação imobiliária e financeira. Ele disse também que um “espirro” na economia americana há dez anos causaria uma “pneumonia” no Brasil.

Em rápida entrevista concedida após o evento, o presidente das Petrobras, José Sérgio Gabrielli, disse não acreditar que a alta do dólar possa influenciar no preço da gasolina, uma vez que os preços internacionais do petróleo estão baixos.
Agência Estado

Rizzolo: As afirmativas são procedentes em parte, não há dúvida que hoje o Brasil tem uma balança comercial diversificada, contudo se crise abalar os países emergentes da Ásia, mais precisamente a China, é óbvio que de nada adiantará perguntar a Bush. Prova disso é a volatilidade da economia mundial. Existe por certo uma interconectividade mercadológica que impede uma visão tão simplista da economia mundial. De certo houve um entusiasmo dos exportadores quando há dias observou-se uma desvalorização do real frente ao dólar. Contudo, como o Banco Central voltou a realizar leilão de venda de dólares para tentar conter o avanço na cotação da moeda, prática esta que não era adotada desde 2003, e com o reanimo dos mercados, o dólar despencou, e os exportadores principalmente os de manufacturados, continuarão em determinados segmentos, a ter a velha dificuldade para exportar em função da política monetária. Reservas temos, mas a crise não é só de Bush não, é bom que o pessoal de Mossoró saiba.

Obs. Leitores, agora temos um domínio próprio: http://www.blogdorizzolo.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: