Perda de empresas com o câmbio pode chegar a US$ 20 bi, diz Mantega

SÃO PAULO – A Aracruz deve solucionar nos próximos dias o problema de crédito para equacionar o prejuízo bilionário por conta de operações com derivativos de câmbio. A informação foi dada hoje pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que disse que a economia brasileira estaria apta a absorver “com tranqüilidade” um rombo de até US$ 20 bilhões em perdas das empresas com este tipo de instrumento financeiro.

Ele fez questão de salientar, no entanto, que o governo não irá ajudar essas empresas a cobrir seus prejuízos.

“As empresas que ousaram terão que pagar por sua ousadia”, disse o ministro.

Porém, Mantega lembrou que as companhias expostas aos chamados “derivativos exóticos” irão precisar de crédito para zerar os prejuízos e que o papel do governo é irrigar o mercado para que o funding possa ser oferecido.

Sem revelar projeções, Mantega disse acreditar que as perdas anunciadas por Votorantim (R$ 2 bilhões), Aracruz (R$ 1,9 bilhões) e Sadia (R$ 765 milhões) são as maiores do país e que, segundo ele, os “casos menores” estão sendo negociados “em condições normais”.

Mantega informou ainda que o governo vem solicitando informações para a Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM & F), Câmara de Custódia e Liquidação (Cetip) e bancos de empresas na busca do valor total das perdas com derivativos, montante ainda desconhecido.

Folha online

Rizzolo: A situação das empresas que de uma forma ou de outra participaram das operações de câmbio é realmente complicada. Mas é válido dizer que essas operações de venda de dólares via exportação e aplicação no mercado brasileiro, foi sim estimulada pela política econômica de altas taxas de juros. Culpar os empresários, não é uma boa conduta, o empresariado age de acordo com a lógica do mercado. Outra questão é a situação econômica do Brasil que não é nada boa como apregoam os petistas otimistas.

O Brasil lidera com o pior desempenho dentre as economias emergentes, o quadro é o seguinte: houve uma desvalorização de 36,25%, aumento de 190 pontos na taxa do DI janeiro de 2010, 62,63% de queda no valor do Bovespa em dólares e queda do índice de confiança ao menor nível desde 2006 traçam um cenário que não tem respaldo nos fundamentos da economia brasileira, mas, mostra equívocos no enfrentamento da crise em seu início, e de forma alguma justifica qualquer otimismo.

Hoje,o BC anunciou uma nova medida: o banco que antecipar o dinheiro do Fundo Garantidor de crédito terá desconto no compulsório. Enfim mais uma medida, se reunirmos e somarmos tudo que já foi anunciado pelo BC, teremos já um “pacotão”, mas Lula não quer ouvir falar em pacote; provavelmente tem trauma em relação à palavra. Só para terminar, hoje foi a primeira vez desde novembro de 2005 que o mercado brasileiro de ações encerra um pregão abaixo dos 30 mil pontos. Notícia péssima.

Publicado em últimas notícias, Brasil, construtoras em crise, cotidiano, Crise, Crise Financeira, crise imobiliária no Brasil, crise na China, crise nos bancos brasileiros, Direito Internacional, economia, estatização dos bancos no Brasil, mundo, News, notícias. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . 1 Comment »

Uma resposta to “Perda de empresas com o câmbio pode chegar a US$ 20 bi, diz Mantega”

  1. Marta Veiga Says:

    Essa crise realmente afetou todos os países…e vem o Presidente Lula, dizer que a crise nào chegaria aqui(claro que para ele, e outros políticos, a crise nem vai passar perto).

    Beijos
    Marta

    Guarda Movéis


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: