Lula diz que conta da crise financeira será “muito alta”, segundo o “El País”

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse em um artigo publicado neste domingo na Espanha que a ‘conta (da crise financeira) a ser paga (…) por causa do descontrole especulativo é muito alta’ e que os ‘trabalhos de reconstrução serão árduos’.

Em texto em um suplemento especial da revista “El País Semanal”, que todos os domingos acompanha o jornal espanhol “El País”, Lula diz que “as respostas aos desafios atuais não podem vir dos ‘especialistas’ que durante três décadas aplicaram as receitas que nos levaram ao atual colapso da economia mundial”.

“Precisamos são de outros ‘conselhos’, com homens e mulheres com sensibilidade social, preocupados com a produção, com o emprego e com uma ordem global mais equilibrada e democrática”, escreveu o presidente.

O suplemento para o qual Lula escreveu, intitulado “100 personalidades do mundo ibero-americano”, traz uma seleção de artigos assinados por jornalistas, pesquisadores, políticos, empresários, executivos, artistas, atletas e até cidadãos anônimos.

Entre os 100 citados, há outros dois brasileiros além de Lula: a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o arquiteto Oscar Niemeyer, tema do artigo escrito por seu colega britânico Norman Foster.

Folha online

Rizzolo: O presidente Lula está coberto de razão, a conta a ser paga pela crise será, com certeza, muito alta. Não resta a menor dúvida; há de se encontrar novas fórmulas para que a dinâmica financeira se torne mais segura. Muito falam em maior regulação, em maior intervenção do Estado, o que concordo plenamente, contudo os novos produtos financeiros com potencial efeito ” tóxicos” como os derivativos, merecem uma atenção especial da comunidade econômica mundial, a aí se trata de profundos estudos econômicos, o que poderíamos dizer em termos comparativos, como constituir um “FDA” econômico, na aprovação e na análise até que ponto estes novos produtos, são potencialmente perigosos para a economia ou não. Além disso devemos repensar como deve ser a relação entre do setor financeiro com o produtivo, fazer dos bancos estatais, um verdadeiro agente financeiro das pequenas e médias empresas, o que geralmente isso ocorre apenas no discurso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: