Produção industrial tem maior queda em 13 anos, aponta IBGE

RIO – A produção de veículos automotores no País caiu fortemente em novembro e puxou a atividade da indústria brasileira para baixo no mês. De acordo com dados divulgados nesta terça-feira, 6, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial caiu 5,2% em novembro ante outubro, a maior queda desde maio de 1995. Em outubro, a produção já havia recuado 2,8%, segundo dados revisados pelo IBGE.

O setor de veículos foi afetado pelo agravamento da crise financeira mundial, que gerou uma escassez de crédito no mercado internacional e afetou o consumo de bens duráveis. Para ajustar os estoques à nova demanda – menor que a registrada até setembro -, a indústria teve que diminuir o ritmo. Muitas montadoras concederam férias coletivas para seus funcionários, tanto no Brasil quanto em diversos outros países do mundo.

A produção do setor caiu 22,6% em novembro ante outubro e recuou 18,3% na comparação com novembro do ano passado, representando o principal impacto negativo para a produção industrial em todas as bases de comparação.

Outros impactos negativos importantes, em novembro ante outubro, vieram de máquinas e equipamentos (-11,9%), edição e impressão (-14,8%), indústrias extrativas (-10,9%) e metalurgia básica (-10,2%). Na comparação com novembro de 2007, outros impactos importantes foram dados por produtos químicos (-13,0%), material eletrônico e equipamentos de comunicações (-20,5%) e máquinas para escritório e equipamentos de informática (-29,7%).

Categorias

Com um tombo expressivo de 20,4% no segmento de bens de consumo duráveis, todas as categorias de uso pesquisadas pelo IBGE registraram queda na produção em novembro, na comparação com o mês anterior.

Entre os bens de capital – que sinalizam os investimentos -, o recuo foi de 4,0%, enquanto houve declínio de 3,9% em bens intermediários. Em bens de consumo, a queda foi de 4,9% e em bens de consumo semi e não duráveis, de -0,7%.

Comparação anual

Na comparação com o mesmo período de 2007, o quadro foi ainda pior. A produção de novembro ficou 6,2% abaixo do verificado em novembro de 2007. Essa foi a queda mais acentuada, neste tipo de comparação, desde os 6,4% de retração registrados em dezembro de 2001, “evidenciando um aprofundamento do ritmo de queda da atividade e um alargamento do conjunto de segmentos com decréscimo de produção”, afirmou o IBGE.

Avaliando o comportamento da indústria por categorias de uso, apenas os bens de capital sustentaram um ritmo de expansão na comparação anual, com alta de 3,6%. A produção de bens de consumo duráveis caiu 22,1%, seguida por bens intermediários, com queda de 7,5%, e bens de consumo semi e não-duráveis, com retração de 2,8%.

Apesar dos fracos números, a indústria brasileira ainda acumula de janeiro a novembro um avanço de 4,7% na produção. Nos últimos 12 meses, a alta acumulada foi de 4,8%, acrescentou o IBGE.

Agência Estado

Rizzolo: Os dados do IBGE não mentem, a economia brasileira está sendo afetada de forma nada branda como alguns insistem em dizer. A queda na produção industrial de 5,2% em novembro ante outubro, denota a dimensão da retração. A política de juros, a escassez de crédito e a falta de confiabilidade são os fatores que contribuem para este quadro.

O cenário para este ano não é nada animador, as commodities ainda serão maioria nas exportações, mesmo com a queda das cotações. Mas esta queda nas cotações vai reduzir as exportações dos países da América do Sul e, em consequência, vai provocar uma redução de 15% nas exportações do Brasil para a região.

Haverá também uma queda na corrente de comércio de 16,7%, passando de US$ 371 bilhões em 2008, o equivalente a 29,5% do PIB, para US$ 309 bilhões em 2009, representando 24,8% do PIB. Realmente não dá para ser otimista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: