Bancos investem contra a poupança

Para os especuladores, 6% de rendimento na caderneta é muito alto

Os bancos privados, sobretudo estrangeiros, pressionam o governo pela mudança no cálculo da rentabilidade da caderneta de poupança. Para menos, é claro, já que a aplicação tornou-se, segundo eles, mais atrativa para os investidores após a baixa da taxa Selic.

A caderneta foi criada para beneficiar os pequenos poupadores – os trabalhadores, os aposentados, a dona de casa, sob a garantia do governo federal. Com um rendimento de apenas 6% ao ano mais TR (Taxa Referencial), e sem incidência do Imposto de Renda, a única mudança aceitável seria para aumentar o rendimento. Além do que, por lei, 65% dos recursos da poupança são destinados, pelo banco, para financiamento habitacional, o que impede que o recurso sirva à mera especulação financeira, estimulada pelos juros altos do Banco Central.

O economista Roberto Padovani, do Banco WestLB do Brasil – subsidiária do WestLB AG, um dos maiores bancos da Alemanha, defendeu na quarta-feira (17) que é preciso reduzir o rendimento da caderneta de poupança para não prejudicar outras aplicações, como a movimentação dos títulos públicos, principal ganho do sistema financeiro. Em vez de baixar suas abusivas taxas de administração – que lhes garantem vultuosos lucros – , para atrair investidores, os bancos investem contra os pequenos poupadores.

Esta é a questão de fundo por trás da suposta necessidade de se alterar a lei que garante o rendimento da caderneta de poupança.

Além de ser uma armadilha política para o governo – pois ainda é candente na memória do povo o confisco efetuado pelo governo Collor nas economias dos brasileiros – o suposto risco propalado aos pequenos poupadores, caso ocorra uma debandada dos fundos para a poupança, não é verdadeiro. A perda de rendimento dos pequenos poupadores só viria a acontecer se o ganho da poupança fosse reduzido.

Manter a diminuição na margem de lucro dos que especulam com os títulos públicos e manter os ganhos da poupança só trazem benefícios para o país. Primeiro porque diminui a sangria efetuada através dos juros, amplia a capacidade de investimento do Estado e potencializa os recursos disponíveis para se aplicar na construção civil, uma vez que, por lei, 65% dos recursos da poupança são destinados para financiamento habitacional.

É claro que a rentabilidade menor nos fundos desestimula a aplicação nesta modalidade. E isso não é ruim para o país, só para os bancos, que ganharão menos lucros com taxas; para os especuladores, que sugarão menos recursos públicos – boa parte enviada para fora do país – e para a oposição, que aposta todas as suas fichas numa grande retração da economia.
Jornal Hora do Povo

Rizzolo: Concordo plenamente com o raciocínio do texto. Na verdade ainda existe no imaginário do povo brasileiro um certo “trauma” em relação à poupança, face ao confisco da era Collor, e a mudança no cálculo do rendimento da caderneta poderá trazer conseqüências aos bancos na sua rentabilidade, que não admitem reduzir suas margens de lucros.

Não é época de se estimular a especulação, com a diminuição da margem de ganho especulativo, podemos ampliar a capacidade de investimento do Estado aumentando sobremaneira os recursos disponíveis para se aplicar por exemplo na construção civil. Isso sim. É impressionante a voracidade pelo lucro por parte dos bancos internacionais, nacionais, inclusive os estatais. Pobre do pequeno empresário brasileiro que precisa de recursos para investir na produção !!

Uma resposta to “Bancos investem contra a poupança”

  1. Gerson Says:

    Quando o governo divulga que pretende alterar o rendimento da caderneta de poupança , que é sabiamente estabelecido em lei, pelo
    legislador, exatamente para proteger a poupança nacional contra a especulação financeiro, dando mais estabilidade ao sistema financeiro, demonstra que não tem mais interesse em preservar um sistema financeiro estável, o qual tanto nos protegeu na atual crise, incentivando de forma inconsequente os Brasileiros a deixarem de fazer poupança. O Presidente LULA declara abertamente que poupança não é investimento e que deve apenas proteger o capital aplicado da inflação, ou seja, quem faz poupança deve deixar o seu dinheiro de graça para os Bancos movimentarem e ganharem os seus lucros nas costas dos poupadores. Na verdade a intenção do governo é forçar o Brasileiro que tem poupança aplicar suas economias em fundos de investimento os quais não dão nenhuma garantia ao poupador, pois no ato da aplicação os gerentes dos Bancos, inclusive Bancos públicos, Banco do Brasil e Caixa, apresentam um documento onde o aplicador issenta o Banco de qualquer responsabilidade por perdas na aplicação, ou seja, o Banco só embolso os lucros, os prejuizos são do poupador. Com essa politica o gover-
    no LULA pode fazer com que muitos Brasileiros percam suas suadas economias adquiridas, na maioria das vezes, fazendo poupança durante
    toda uma vida para ter algum recurso nos dias difíceis pois, neste pais, quem não é Grande Empresário ou alto funcionário público com
    seus empregos e aposentadorias integrais garantidas, necessita ter uma poupança segura e incentivada pelo governo.
    O que o governo LULA está fazendo é terrorismo. Isso é muito perigoso para uma nação como o Brasil, onde ainda temos uma sociedade muito
    desigual e injusta.
    O governo só se preocupa com a saúde financeira das empresas, Bancos e Grandes Empresas, mas a saúde financeira dos Brasileiros que necessitam fazer poupança, essa, está sendo negligenciada. Será que as pessoas, ou seja, o ser humano não tem mais importância? Será que tudo pode ser feito com a desculpa de mais crescimento econômico?
    Esse alerta já foi enviado aos senhores senadores, em Brasília, pois o assunto é muito sério.


Deixe uma resposta para Gerson Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: