Migowvsky: “Restrição ao Tamiflu causou maioria das mortes no Brasil”

RIO – O infectologista Edmílson Migowisky fez duras críticas na manhã desta terça-feira à forma como o Ministério da Saúde vem ministrando o Tamiflu no país. Segundo Migowisky, a alta percentagem de mortes no Brasil, mais de 10%, contra 0,5% em todo o Mundo, é consequência da restrição que o Ministério fez quanto á distribuição da medicação.

– A letalidade da gripe no Brasil é muito superior à letalidade da Inglaterra, onde aconteceram quase 100 mil casos e poucas pessoas morreram. O Chile também distribui a medicação livremente e o índice de mortes é baixo – atacou.

O infectologista, que desde o início da epidemia defende a liberação da medicação sem restrições, diz que boa parte das 210 mortes no país aconteceram por conta desta política errada.

– Aqui no Brasil a política é restritiva
JbOnline

Rizzolo: Se há algo que me deixa revoltado é fazer uso de uma suposta alegação médica não comprovada, para legitimar uma incompetência. Assim nesse esteio de postura, o ministro da saúde José Gomes Temporão defendeu hoje a política brasileira de restringir o acesso ao medicamento Tamiflu, alegando “a banalização o uso do anti viral”. Ora, se as pessoas estão morrendo, se médicos como o Dr. Migowvsky e outros alertam para o perigo, este argumento serve apenas para não admitir a incapacidade do governo em suprir de forma eficiente a demanda pelo medicamento. Realmente uma vergonha em termos de saúde pública, é tudo para segurar o medicamento para o povo que sofre nos hospitais. Tamiflu já para todos !

Publicado em 1.309 creches municipais adiam retorno, A gripe suína e Deus, A gripe suína em Osasco, a lógica e a fé, aceitar Deus, aceitar os desígnios de Deus, Adolfo Lutz detecta diferença no virus, alma, alma e o espírito, aulas interrompidas pela gripe suina sp, Blog do Rizzolo, Brasil detecta mutação do vírus, brasileiros compram tamiflu no Paraguai, Campinas registrou a primeira morte por gripe suína, direito dos animais, Direitos Humanos, economia, Emilio Ribas e a gripe suína, espiritismo, espiritualidade, espiritualidade e medicina, espiritualidade maçônica, espiritualidade na crise, Estácio adia aulas, evangélicos, exército e a gripe suína, Exército vai ajudar a conter a nova gripe, Falta de ética e de Deus, Fernando Rizzolo, Forças Armadas, General Augusto Heleno, geral, governo do estado de são paulo retorno as aulas, Gripe mexicana, gripe sintomas, gripe suína em Campinas, gripe Suína em Israel, gripe suína em São Paulo, gripe suína no Bra, Mackenzie adia aulas, ministro da saúde defende restrição ao Tamiflu, ministro defende restrição ao Tamiflu, Política, reposição 200 dias letivos sp reposição 200 dias, Restrição ao Tamiflu causou maioria das mortes, Rizzolo:Tamiflu já para todos !, São Paulo tem mais cinco mortes, Secretaria de Saúde de RS confirmou mais quatro mortes, Universidade de São Paulo (USP, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Estadual Paulista (Unesp), Vacina de gripe suína. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . 1 Comment »

Uma resposta to “Migowvsky: “Restrição ao Tamiflu causou maioria das mortes no Brasil””

  1. Guto Santos Says:

    Olá Fernando, parabéns pelo blog. Não partilho da mesma visão que o infectologista, em sua afirmação de que a restrição ao Tamiflu possa ter causado a maioria das mortes pela gripe A no país.

    Pois itens que antecedem a aplicação do medicamento (que só teria efeito de eficácia nas primeiras horas de contágio) são muito precarios em nosso país, como saneamento básico e educação de uma forma geral.

    O uso indiscrimado deste ou de qualquer outro antibiótico ou antiviral diante de um surto deste porte é algo que pode gerar agravar a médio e longo prazo a disseminação e a resistência do vírus diante das defesas naturais do organismo exigindo a aplicação de medicamentos ainda mias fortes e invasivos que estes, causando certamente prejuízo no quadro do indivíduo, principalmente se este é portador de outras patologias que geralmente que complicam ainda mais o estado de saúde.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: