Com discurso afinado ao de Ciro, Chalita se filia ao PSB

Em um evento para 400 pessoas, com direito a fogos de artifício e bateria de escola de samba, o PSB recebeu seu mais novo filiado, o vereador de São Paulo Gabriel Chalita.

Chalita deixou na semana passada o PSDB, disparando críticas ao governador do Estado, o tucano José Serra, que deve concorrer ao Planalto no ano que vem, e se disse admirador do deputado federal Ciro Gomes (PSB-CE), que já declarou querer concorrer á Presidência.

Ao lado de Chalita, Ciro foi ovacionado durante toda a cerimônia com o refrão: “Brasil para frente. Ciro Presidente”. Um painel com as cores do partido, amarelo e vermelho, ocupava toda a parede, atrás do palco, com imagens do ex-governador Miguel Arraes, do governador de Pernambuco Eduardo Campos, Ciro Gomes e Chalita.

Marcaram presença na cerimônia de filiação líderes do PT. Apesar de trabalhar por uma candidatura própria, o PSB compõe a base aliada do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Já o PSDB, legenda de Chalita até a semana passada, faz oposição a Lula.

Troca de elogios

A ida de Chalita ao PSB tem por objetivo a disputa ao Senado Federal nas eleições de 2010. Contudo, líderes do PSB deixaram antever a possibilidade de lançar o ex-tucano ao cargo de governador de São Paulo.

Chalita disse preferir o Senado, mas Ciro elogiou a possibilidade do novo correligionário concorrer ao Palácio dos Bandeirantes. O deputado federal chegou a dizer que Chalita seria um candidato a governador melhor do que ele próprio.

“Tenho mais experiência que ele, mas ele tem mais intimidade com São Paulo e representa muito mais o novo do que eu.” Chalita retribuiu o elogio ao seu companheiro de partido: “Meu candidato (para a Presidência) é Ciro Gomes”, afirmou.
globo

Rizzolo: Chalita é um bom nome. E olha sinceramente acho que para ele a troca foi boa, vez que no PSDB não havia espaço. Contudo do ponto de vista ideológico, Chalita nunca foi de esquerda, com certeza vai ter que se desdobrar ideologicamente e mudar o discurso. Esse é o problema do Brasil, os políticos não seguem uma linha lógica ideológica partidária. Por exemplo, sempre tive um discurso de esquerda sem ser de esquerda. Me considero muito mais defensor dos pobres, na minha retórica em meus escritos, do que aqueles que pendurados num partido pululam – e isso nada tem a ver com Lula – de partido a partido porque no Brasil o que importa é o candidato e não a agremiação partidária, e então assistimos a estas confusões.

Com isso posso me considerar respeitado tanto pela direita quanto pela esquerda, jamais traí minhas idéias e jamais me amoldarei a qualquer partido, o partido sim é que terá que se amoldar a minhas idéias, por isso me aproximaria apenas de um partido que se afinasse com minhas idéias. Pretensão? Não, fidelidade a minha visão c=política,, aos meus leitores, ao meu amor pelo Brasil. Sucesso a Chalita, ele merece.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: