WikiLeaks relaciona funcionários chineses a ataques ao Google

Diplomatas americanos em Pequim afirmaram que altos funcionários chineses estão relacionados com o ciberataque que provocou a queda da ferramenta de busca do Google na China no início do ano, segundo mostram novas mensagens publicadas pelo Wikileaks.

“Contatos bem localizados afirmam que o governo chinês coordenou as recentes invasões aos sistemas do Google”, afirma um telegrama datado do início do ano.

A mensagem, publicada pelo jornal The New York Times em seu site, integra um conjunto de 250 mil mensagens diplomáticas vazadas pelo WikiLeaks.

A mensagem relacionada com Pequim foi descrita como “absurda” por um funcionário da chancelaria chinesa.

“Segundo nosso contato, as operações foram dirigidas a nível do comitê do Politburo”, afirma o texto, referindo-se ao corpo dirigente do Partido Comunista Chinê.

O Google denunciou em janeiro que havia sido vítima junto com outras 20 empresas de um ciberataque altamente sofisticado originado na China em dezembro de 2009, aparentemente para ter acesso às mensagens de correio eletrônico de ativistas chineses de direitos humanos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: