DIREITOS HUMANOS E A CORRUPÇÃO

politicos-corruptos-noticia-santa-rita-hoje

*por Fernando Rizzolo 

Uma das questões mais difíceis de compreender é como um partido político como o Partido dos Trabalhadores, cuja trajetória foi originalmente pautada sobre igualdade, defesa dos menos afortunados, além da preocupação com os Direitos Humanos de uma forma geral, tornou-se alvo de tão grande manobra interna ligada à corrupção no Estado brasileiro. É claro que tudo ainda está sob a apreciação do Judiciário, mas os indícios são fortes, tendo em vista as declarações feitas nos casos de acordos de delação premiada. Contudo, o que causa a indignação popular, a vontade de ir para as ruas e até o triste apoio à volta do regime militar é a decepção.

Interessante notar que a capacidade de se indignar é predominante na classe média, talvez em função do nível cultural, da capacidade por assim dizer de mobilização contra a espoliação do país. Com efeito, a dinâmica dos ajustes morais de um país corrupto como o nosso afeta a materialização e a consecução dos Direitos Fundamentais, e o pior, todos os discursos eleitorais do governo foram baseados na maior implementação dessas premissas constitucionais. Assim sendo, o PT acabou vencendo as eleições pelo fato de apresentar um programa dirigido àqueles que diretamente esperavam absorver todas as garantias previstas no que chamamos de Direitos Humanos, como mais dignidade, saúde e educação.

A grande verdade é que os pobres do Brasil não se mobilizam, pois vemos que a grande maioria dos indignados nas ruas são pessoas provenientes da classe média. Isso talvez se deva à falta de informação ou ao efeito retardado de todo este processo que ainda não atingiu a classe dos menos favorecidos, mas que poderá ocorrer com a alta da inflação e a recessão. Fico muitas vezes pensando sobre os valores desviados na Petrobras. Observem que foram 21 bilhões de reais. Sim, esse é o montante desviado da Petrobras durante os anos de governo petista segundo estimativa do banco americano Morgan Stanley. O cálculo foi feito com base nos 3% de propina denunciados pelo ex-diretor da estatal, Paulo Roberto da Costa, investigado na Operação Lava Jato da Polícia Federal.

Sentado na minha antiga poltrona, posso imaginar, perplexo, que seria possível compensar 127 vezes o famoso assalto ao Banco Central em 2005; ou juntar 100 pilhas de dinheiro com o mesmo valor que possuía Walter White, o protagonista de Breaking Bad; ou construir dois novos World Trade Centers; ou ainda comprar esses quatro times de futebol: Real Madrid, Barcelona, Chelsea e Inter de Milão.

Pobre povo brasileiro, povo pobre na maioria com pouca cultura, cuja desinformação o faz inerte e passivo. Porém, o mais triste são os argumentos do governo ao afirmar mais uma vez que estava desinformado de tudo, não por falta de cultura, é claro, mas talvez comprovemos no Judiciário que foi por falta de simples respeito ao que proclamavam na propaganda eleitoral, defesa dos Direitos Humanos, e um toque de ironia e mau exemplo no campo da educação no país da “Pátria Educadora”…

Uma resposta to “DIREITOS HUMANOS E A CORRUPÇÃO”

  1. george Says:

    No seu desejo, o tão almejado sonho da distinção e de tornar-se classe dominante, a classe média brasileira se conduz ao extremismo político, como no Fascismo e Nazismo. A classe média flerta com sistemas autoritários, não a classe média que ascendeu socialmente no governo Lula, mas aquela classe média que Marilena Chauí, se refere em seu vídeo. A classe média é cruel, mesquinha e medíocre, elas saem as ruas e pedem a volta do regime ditatorial, acusam de que há em nível global uma ‘’doutrinação da esquerda’’ nas escolas, esperneiam pedindo que o Partido dos Trabalhadores e tudo e todos que simpatizem e acham que é realmente fundamental a redução da desigualdade social, devem ser expulsas do jogo democrático. Parte dessa direita quer ser liberal, mas é desestudada ao ponto de não perceber que o liberalismo não funciona em países com enormes bolsões de pobreza, ao contrário de países em que a desigualdade social não encontra eco na sociedade. A classe média não compreende que políticas sociais não são esmolas, mas promovem ascensão e reduzem substancialmente o fosso entre ricos e pobres. A direita que a pouco tempo atrás saiu as ruas, na verdade não esta insatisfeita com a corrupção, nem nunca esteve, ela esta insatisfeita é com a democracia, só têm um pouco de receio de declarar isso. O sentimento de derrota é algo que muitos não conseguem digerir, e fica ainda, mas difícil de lidar depois da quarta vitória consecutiva do PT nas eleições presidenciais. Tal decepção foi tão violenta que desencadeou bonecos de Dilma e Lula enforcados em uma movimentada avenida da maior cidade do brasil, sem nenhuma preocupação do choque isso pode provocar nas pessoas, discursos que destilam ódio, a volta do regime militar, terceirização, redução da maioridade penal, tantas aberrações que já estão se banalizando na sociedade, não deixando muitas mentes estarrecidas. Falam de um Comunismo que não existe, falam de uma ditadura de esquerda que não existe, comparam Brasil, Venezuela, Cuba, China, Correia do Norte, como se todos fossem hermeticamente iguais. E nesse campo bizarro e cheio de aberrações começam a ascender figuras e mentoras de destaque, seres que não deveriam ter saído do ensino médio. Não importa se você nunca leu nada, ser anti-petista já te projeta como um expoente e um grande intelectual. As elites brasileiras não evoluíram com o tempo, o Brasil melhorou muito nos últimos anos, mas as elites não avançaram, a não ser no campo econômico. A classe média brasileira não consegue conviver num Estado Democrático de Direito, e basta apenas algumas decepções para implantar sucessivos golpes ilegítimos, alguns menores, outros maiores, buscando a dissolução e extermínio do regime democrático. O maior exemplo disso é quando você olha as redes sociais, ai sim você vai ver a cara da nossa atual classe média, e se você não ficar no mínimo profundamente perturbado, é sinal de que já estamos a caminho da completa banalização do mal, xingamentos contra nordestinos, maldizeres contra ideologias de esquerda, ódio contra homoxessuais, como pode ‘’nós não ter elegido nosso presidente, nós somos melhores, nenhum analfabeto que sobrevive de bolsa família tem condições de decidir de forma contrária a minha’’. Além de tudo a classe média é egoísta, pois ela quer que todos os desfavorecidos economicamente absorvam sua visão de mundo. É pertinente ressaltar, a classe média não está se manifestando contra a corrupção, de infelizmente existe em todos os âmbitos de nossa sociedade, jamais se manifestou contra isso, o que faz com que ela esteja incomodada e que vá as ruas protestar é cota para negros, é redução da desigualdade social, pois melhores condições de vida para os pobres é sinal horror para a classe média, se a classe média realmente quisesse se manifestar de forma séria e legítima ela iria as ruas contra a terceirização, que é um dos maiores golpes contra a sociedade nas últimas décadas, se indignaria contra a redução da maioridade penal, buscaria mais bolsas de estudos, mas não ela não quer saber disso, isso nunca importou a ela. Nossa República pode se tornar uma carnificina, Triste época essa que vivemos.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: