Moradores de SP sentem reflexo do terremoto no Chile

SÃO PAULO – O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil de São Paulo receberam chamados durante a madrugada deste sábado para verificar a ocorrência de pequenos tremores em vários bairros da capital paulista, em decorrência do terremoto de mais de 8 graus na escala Richter que atingiu o Chile hoje.

Segundo informações das corporações, moradoras de Tatuapé e Mooca, na zona leste de São Paulo; Bela Vista, na região central da cidade, e da Avenida Paulista procuraram a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros para comunicar tremores. “Algumas pessoas ligaram, mas não houve registro de danos nem de feridos”, afirmou o soldado da PM Vladimir Soares, da sala de estação do Corpo de Bombeiros.

O Corpo de Bombeiros informou ainda que foi chamado para verificar efeitos de um tremor rápido em um prédio localizado na Rua Brigadeiro Tobias, no Centro da cidade. Uma equipe foi deslocada para o local, mas não constatou abalos na estrutura do imóvel.

A Defesa Civil informa que opera em estado de atenção, embora, não haja informações sobre vítimas e danos na capital paulista.

Prédio da embaixada chilena sofre rachaduras

O embaixador brasileiro em Santiago, Mario Vilalva, o disse, em entrevista à Band News, que o prédio da embaixada na capital chilena sofreu rachaduras.

Rizzolo: De acordo com a agência geológica americana (USGS, na sigla em inglês), o terremoto teve seu epicentro a 35km de profundidade, na região de Bio Bio, a cerca de 320km ao sul da capital chilena. Em Santiago, o tremor arrancou varandas de edifícios, derrubou pontes, deixou fábricas em chamas e moradores desabrigados e sem eletricidade e sistema telefônico, vamos aguardar mais informações.

Pesquisa revela queda na popularidade da Prefeitura de SP

SÃO PAULO – Uma pesquisa encomendada pelo Movimento Nossa São Paulo ao Ibope revelou que o índice de satisfação da população de São Paulo com a atual administração municipal caiu bruscamente de 2008 para 2009.

De novembro de 2008 a dezembro de 2009, o percentual de paulistanos que considera a administração da Prefeitura boa ou ótima caiu de 46% para 28%. Já o percentual dos que consideram a administração municipal ruim ou péssima subiu de 12% para 26%.

A avaliação foi feita com base no IRBEM (Indicadores de Referência de bem-estar no Município), que compreende aspectos como transparência e participação política, saúde, transporte, habitação, meio ambiente, trabalho, espiritualidade, sexualidade, entre outros.

A nota média de São Paulo foi de 4,8 pontos numa escala de 1 a 10. A nota 1 significa estar totalmente insatisfeito; a nota 10, totalmente satisfeito.

A pesquisa foi feita pelo Ibope, com 1.512 entrevistados, entre 2 e 16 de dezembro. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.
agencia estado

Rizzolo: Bem , é claro que com o distanciamento de Kassab da população, o abandono da questão das enchentes, e outros problemas, a popularidade do prefeito despencou. Essa queda já se vinha observando de forma não oficial, pelas opiniões, pelo descontentamento do povo nas ruas. A pesquisa apenas corrobora uma situação que já existia.

Kassab elogia obras em córregos e nega caos em SP

SÃO PAULO – O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), afirmou hoje que recebeu “com muita satisfação” a informação de que, pela primeira vez, não houve transbordamento nos Córregos Aricanduva, na zona leste, e Pirajussara, na zona sul. Kassab afirmou que as obras nesses locais “suportaram bem” a intensidade da chuva. Ele negou que as precipitações tenham causado o caos na capital paulista. “Não foi o caos, a chuva foi é muito intensa.”

“A mesma intensidade, até o ano passado, causava o transbordamento (dos córregos). Tivemos um comportamento adequado, foi muito positivo. As obras mostraram seu efeito”, comemorou o prefeito, em entrevista transmitida ao vivo pela televisão.

De acordo com Kassab, dos mais de cem pontos de alagamento na cidade, 26 estavam intransitáveis. O prefeito informou que mais de 700 funcionários da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estão nas ruas desde cedo para tentar organizar o trânsito e que as multas de hoje por desrespeito ao rodízio de carros foram canceladas.

Kassab afirmou ainda que a secretária estadual de Saneamento e Energia, Dilma Pena, avalia a possibilidade de se instalar uma bomba a mais na Usina Elevatória de Traição para melhorar o escoamento da água. Segundo o prefeito, a cabeceira do Tietê foi o local mais atingido do rio.
agencia estado

Rizzolo: Bem negar o caos em São Paulo, é tentar não enxergar o sofrimento da população, principalmente a pobre, vítima das inundações que assolaram hoje a cidade . Sinceramente a gestão da prefeitura de São Paulo está bem como dia de hoje: um caos. Explicações de cunho técnico não atendem as perspectivas do povo, contra fatos não há argumentos, e melhor seria assumir a realidade e trabalhar no sentido de resolver os problemas.

Bebê é abandonado em oficina mecânica em São Paulo

SÃO PAULO – Uma criança de aproximadamente oito meses foi abandonada na tarde de ontem, no banheiro de uma oficina mecânica na Vila Progresso, no bairro de Itaquera, zona leste de São Paulo

O dono da oficina disse à polícia que, por volta das 15 horas, soldava o escapamento embaixo de um veículo quando uma mulher apareceu, pediu para usar o banheiro e saiu 20 minutos depois. Nesse momento, o proprietário viu que o cachorro correu em direção ao quarto existente na oficina. Foi até lá e se surpreendeu ao ver, em cima da cama, uma criança morena.

O dono da oficina imediatamente relacionou o bebê com a mulher que acabara de sair. Após cerca de uma hora, quando viu que ela não reaparecia, chamou a polícia. O caso foi registrado no 32º Distrito Policial (Itaquera) como abandono de incapaz.
agência estado

Rizzolo: Parece que a cada dia que passa os maus tratos a crianças de uma maneira geral se acentuam. Um dia é um pai que joga uma criança do 18º andar e se suicida, outro dia é uma esquecida num carro, e agora uma abandonada numa oficina mecânica. Tenho muita pena destes pequeninos brasileiros frutos da miséria material e espiritual.

Justiça cassa um quarto da Câmara de Vereadores de São Paulo

SÃO PAULO – O juiz eleitoral Aloísio Sérgio Resende Silveira cassou e tornou inelegíveis por três anos um suplente e 13 vereadores da Câmara Municipal de São Paulo que receberam, nas eleições de 2008, doações da Associação Imobiliária Brasileira (AIB). A entidade que diz representar os interesses do setor imobiliário ganhou notoriedade no último pleito por figurar entre os maiores financiadoras de campanha – foram R$ 2,94 milhões apenas a 26 candidatos vitoriosos da capital. Uma investigação do Ministério Público Estadual, contudo, apontou que a AIB seria um braço do Secovi (sindicato das imobiliárias e administradoras).

Em 2008, somando as doações aos candidatos derrotados e àqueles que concorreram em outras cidades – 44 políticos no total –, A AIB doou um montante que chega a R$ 4,43 milhões. Como a Lei Eleitoral (9.504/97) limita a doação das entidades a 2% de sua receita no ano anterior, a AIB teria de ter arrecadado no mínimo R$ 325 milhões em 2007, se for levado em consideração os valores doados em 2008. Segundo o MP, a entidade não mostrou ter essa capacidade financeira.

A entidade não tem funcionários registrados e a sede, na Avenida Brigadeiro Luís Antonio, é um escritório fechado, sem expediente de trabalho. Dois anos antes, em 2006, a AIB já havia caído na malha fina da Receita Federal e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por doações irregulares.

Entre os cassados, estão Carlos Bezerra Júnior, o líder da maior bancada da Casa, o PSDB, com 13 vereadores, o principal parlamentar ligado ao setor dos transportes, Ricardo Texeira, o corregedor da Câmara, Wadih Mutran (PP), o vice-presidente da Casa, Dalton Silvano (PSDB), e o principal representante dos evangélicos e ex-presidente da Assembléia, Carlos Apolinário (DEM). A Câmara tem 55 vereadores.
agência estado

Rizzolo: Com muita propriedade e bom senso agiu o magistrado acima em cassar e tornar inelegíveis por três anos um suplente e 13 vereadores da Câmara Municipal de São Paulo, por terem sido financiados pela tal “AIB”, que seria um braço do Secovi (sindicato das imobiliárias e administradoras), e que segundo consta, nem sequer possui endereço tampouco funcionários. Não podemos conviver com grupos que querem monopolizar a democracia através do poder econômico, visando os próprios interesses e não os do povo brasileiro. Agora é preciso saber quem foram os doadores, as pessoas e as empresas, mas isso é atribuição do Ministério Público, vamos aguardar.

Aécio vem a SP inaugurar ‘consulado’ mineiro

SÃO PAULO – A economia, culinária e cultura de Minas Gerais desembarcam na próxima segunda-feira em São Paulo a reboque do governador mineiro, Aécio Neves (PSDB). O virtual candidato tucano à sucessão presidencial de 2010 vem à capital paulista inaugurar na esquina da Rua Minas Gerais com a Avenida Paulista o Espaço Minas Gerais.

Iniciativa do governo mineiro, o casarão vai funcionar como um centro avançado de negócios de Minas Gerais com empresários do Brasil e do mundo, uma vitrine para novos negócios. Concorrente de Aécio na disputa pela vaga tucana nas eleições do ano que vem, o governador paulista, José Serra, deve participar do lançamento da casa.

O Espaço Minas Gerais já abre com uma extensa programação, até janeiro de 2010. Em setembro, o casarão vai abrigar um evento de moda, antecipando tendências da Semana de Moda de Belo Horizonte, que acontece em novembro. Outubro será o mês da gastronomia, com a exposição e degustação de quitutes e bebidas produzidos em Minas. Em novembro, será a vez de trazer o artesanato da região para São Paulo e, em dezembro e janeiro, de mostrar as atrações turísticas mineiras.
agência estado

Rizzolo: Minas Gerais sempre foi um Estado politicamente de vanguarda. Os exemplos são muitos na história do Brasil, ter a oportunidade aqui em São Paulo de se ter um Espaço Minas Gerais, é fantástico. Minas possui coisas que nos remetem à uma visão sabia na maneira de viver, haja vista mencionados nos poemas de Drummond. Tenho pessoalmente um carinho muito grande por Minas Gerais, não é à toa que a minha primeira viagem na infância, aos 5 anos com meu avô, foi à Poços de Calda, tenho a foto até hoje. A forma de se fazer política em Minas é completamente diferente dos outros Estados, em Minas se conversa, se mobiliza, ao cheiro de cafe no bule. Parabéns ao governador Aécio Neves peça inciativa. Espero ser convidado ao evento.