Quatro aviões Airbus fizeram pouso de emergência nos últimos três dias

Dois aviões Airbus fizeram pousos de emergência devido a problemas técnicos nas primeiras horas desta quinta-feira, elevando a quatro o número de incidentes envolvendo aeronaves da empresa nos últimos três dias.

No mais grave deles, um Airbus A330 da companhia aérea australiana Jetstar, com 203 pessoas a bordo, teve que fazer uma aterrissagem de emergência na ilha de Guam, no Oceano Pacífico, por causa de um incêndio na cabine de comando.

A aeronave – do mesmo modelo do avião da Air France que caiu no Oceano Atlântico no dia 31 de maio – fazia o trajeto entre Osaka, no Japão, e Gold Coast, na Austrália. Os pilotos teriam conseguido apagar o fogo antes de pousar, e nenhum passageiro ficou ferido.

Ainda na manhã desta quinta-feira, um Airbus A320 da empresa russa Aeroflot fez um pouso forçado em Novosibirsk, na Sibéria, com 122 pessoas a bordo, por causa de uma rachadura no para-brisas. O avião voava entre Irkustk, no centro-leste do país, e Moscou.

Na manhã da quarta-feira, outro Airbus foi obrigado a retornar ao aeroporto de Las Palmas, nas Ilhas Canárias, dez minutos após a decolagem, após ser detectado um problema no motor.

O avião da companhia escandinava Iberworld partia com 180 passageiros com destino a Oslo, na Noruega. Após o pouso, foram adotados os procedimentos de emergência para evacuar a aeronave, mas não houve maiores complicações.

Uma falha em um dos motores também causou um pouso forçado de um Airbus A340 da Air China, que fazia o trajeto entre Milão, na Itália, e Pequim, na terça-feira.

A aterrissagem ocorreu no aeroporto de Moscou, na Rússia. Não houve feridos entre as 155 pessoas a bordo.

‘Raros’

Apesar da proximidade dos incidentes com a queda do voo AF 447, e do fato de todos envolverem aviões da Airbus, especialistas garantem que essas ocorrências são raras.

“Todos os aviões apresentam problemas técnicos uma vez ou outra, mas eles são projetados para superar essas falhas com segurança, e os pilotos são treinados para lidar com eles”, lembra Richard Woodwird, vice-presidente da Associação Australiana e Internacional de Pilotos.

“Se considerarmos a quantidade de horas voadas por essas aeronaves, o número de incidentes é muito pequeno”, disse ele à BBC Brasil.

A assessoria de imprensa da Airbus disse à BBC Brasil que “a frota de A330 registra mais de 11 milhões de horas de voo” e que “não há motivos para relacionar esses casos individuais que ocorreram com aviões de outras companhias nos últimos dias ao acidente com o voo 447 da Air France”.

“O acidente (do AF 447) é muito grave, mas foi o primeiro com mortes desse avião em voos comerciais”, declarou a assessoria de imprensa da Airbus.

A empresa também lembra que a Agência Europeia para a Segurança da Aviação declarou nesta semana que o A330 “é um avião seguro, mesmo com os antigos modelos de sensores”.

Guam

Woodwird afirmou ter conversado com o comandante do voo da Jetstar que pousou em Guam e disse que os procedimentos adotados por ele foram os corretos.

Um porta-voz da companhia aérea disse à rede de TV australiana ABC News que um dos pilotos usou um extintor para apagar um fogo na cabine de comando, assim que foi notada uma fumaça.

“Nós fizemos um desvio de emergência para o Aeroporto Internacional de Guam, onde a aeronave pousou sem incidentes”.

De acordo com o porta-voz, o avião permanecerá em Guam até que as causas do incidente sejam apuradas.

Segundo informações, a maioria dos passageiros era de nacionalidade japonesa.

BBC

Rizzolo: Problemas com aeronaves sempre existem, a grande questão agora é o fato da perda da confiabilidade no Airbus. Pessoalmente entendo que ainda falta muito a esclarecer em relação a este acidente; sem antes descobrirmos a caixa preta ficará difícil especularmos sobre a causa. Sem análise nenhuma, sem provas, e por puro palpite minha opinião é de atentado terrorista, tudo leva a ser esta a causa. Como se trata se uma opinião sem base, fica no âmbito da especulação. Agora, esse avião não é de confiança mesmo, melhor voar de Boeing. Em novembro, como de costume, não vou mais à Paris de Airbus.

Publicado em Airbus pouso de emergência, Avião da Air France desaparece, últimas notícias, economia, fragata francesa, geral, ministro francês não descarta terrorismo, News, notícias, Nucleo de combate ao terrorismo, Política, política internacional, presidência núcleo de combate ao terrorismo, Principal, terrorismo Air France, terrorismo no Brasil, terrorismo no voo AF 447, terrorismo revista L´Express, Voo AF447 Air France. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Leave a Comment »

Presidência cria núcleo de combate ao terrorismo

BRASÍLIA – Um “Núcleo do Centro de Coordenação das Atividades de Prevenção e Combate ao Terrorismo” foi criado pelo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSIPR), general Jorge Armando Felix. De acordo com portaria assinada pelo ministro e publicada na edição de hoje do “Diário Oficial da União”, o Núcleo, criado no âmbito do GSIPR, será integrado por servidores dos quadros do Ministério da Justiça, Ministério das Relações Exteriores e Ministério da Defesa, e por funcionários que estão à disposição do Gabinete de Segurança Institucional.

Esses servidores terão a missão de promover a articulação de outros órgãos governamentais com interesse no combate ao terrorismo. O Núcleo terá como funções, além do acompanhamento de assuntos relacionados ao terror, realizar ações de prevenção e neutralização, além de promover estudos, reuniões, políticas, estratégias, programas e atividades de prevenção e combate ao terrorismo. Caberão ainda aos integrantes do Núcleo as tarefas de recolher subsídios para fazer “avaliação de risco de ameaça terrorista” e propor políticas e ações de combate e prevenção.
agencia estado

Rizzolo: Tenho observado que o governo tenta por todos os meios não admitir que no Brasil existam células terroristas. Contudo as afirmações do exterior, principalmente dos EUA nos dão conta que no Brasil existe sim grupos ligados ao terrorismo internacional. Mal acabei de comentar sobre terrorismo no post abaixo, me dou conta desta notícia sobre a criação de tal núcleo de combate ao terrorismo.

Depois de anunciado no exterior a prisão pela polícia federal de um suposto terrorista no Brasil – o que deixou o presidente Lula furioso – e agora as afirmativas da imprensa francesa de que pode haver nomes de passageiros no vôo 477 envolvidos no terror, o governo finalmente passa a se dar conta que é necessário criar órgãos que monitorem este grupos no Brasil, se é que existem.

Acho muito estranho toda esta movimentação em torno do terrorismo no Brasil de uma hora para outra. Ou há pressão do exterior, ou já se deram conta que existem elementos perigosos agindo por aqui. Preocupante isso, hein. Mais uma vez o tempo do governo reagir ás questões essenciais continua sendo lento.

Suspeitos de ligação com terrorismo estariam no voo 447, diz revista francesa

Identificação de 2 passageiros tem de ser confirmada, segundo ‘L’Express’.

Forças Armadas da França não confirmaram a informação.

Os serviços franceses de informação disseram que dois dos passageiros do voo 447 seriam ligados ao terrorismo, informou nesta quarta-feira (10) o site da revista francesa ‘L’Express’.

Segundo a matéria, a identidade da dupla precisa ser confirmada, e há a hipótese de que se trate apenas de homônimos.

Um porta-voz do Estado-Maior das Forças Armadas da França, questionado pela agência Reuters sobre o fato, disse que não podia confirmar essa informação.

As autoridades francesas afirmaram diversas vezes que a hipótese de um atentado contra o voo da Air France 447 do Rio de Janeiro a Paris não estava totalmente descartada, mesmo sendo pouco provável.

As autoridades, no entanto, disseram que nenhum grupo reivindicou o atentado, o que seria de esperar num caso desse.
globo

Rizzolo: Como já disse em outras oportunidades não podemos descartar a possibilidade de um atentado. A revista L´Express em seu artigo afirma que dois passageiros poderiam estar envolvidos com o terrorismo, mas há de se provar se tais nomes não são homônimos.

O submarino nuclear francês Émeraude inicia nesta quarta-feira as operações para tentar localizar as caixas-pretas do Airbus A330 da Air France. Equipado com potentes sonares, ele irá patrulhar diariamente uma área de 36 quilômetros quadrados, que será a “cada dia diferente”, afirma o comandante Christophe Prazuck, porta-voz do Estado Maior das Forças Armadas da França.

A verdade é que esta tragédia não está devidamente esclarecida é só o tempo poderá indicar as causas. Minha opinião pessoal, de leigo no assunto, sem provas, mas levado pela minha intuição: atentado terrorista.

Publicado em Avião da Air France desaparece, últimas notícias, Brasil, comportamento, Direito Internacional, Forças Armadas, fragata francesa, geral, ministro francês não descarta terrorismo, mundo, News, notícias, Política, política internacional, Principal, Submarino Nuclear, terrorismo Air France, terrorismo no voo AF 447, terrorismo revista L´Express, Voo AF447 Air France. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Leave a Comment »

Jobim refuta críticas e reafirma que destroços eram de Airbus

SÃO PAULO – O ministro da Defesa, Nelson Jobim, reagiu nesta segunda-feira, 8, a críticas de que teria se precipitado ao relacionar os destroços encontrados no mar ao Airbus da Air France que desapareceu na rota Rio-Paris na noite de domingo, 31. Jobim declarou que optou por falar dos destroços para aliviar a angústia das famílias das vítimas do acidente.

Um dia após o ministro ter feito a declaração, a Aeronáutica o desmentiu, apontando que as peças eram de madeira e não poderiam pertencer ao avião. Jobim negou ter errado, pois se referia a uma trilha de destroços que eram do Airbus e depois se dissiparam no mar.

“Tenho costas de crocodilo e arrogância de gaúcho”, disse, ao ser questionado sobre as críticas, em evento do Grupo de Líderes Empresariais (Lide), em São Paulo. “Acho absolutamente irrelevante o que foi dito pela imprensa francesa porque, na verdade, os destroços eram do próprio avião”.
agência estado

Rizzolo: Jobim foi taxado de “bavard” pelos franceses que significa ” falador”, ou falastrão. Agora sinceramente, o ministro tem umas coisas que realmente são, digamos, ” exageradas”. Essa mania de se vestir com roupas militares, quando nunca foi militar, de se “rambonizar”, de falar quando não é devido, ou apropriado, mostrar essa “gauchez” meia fora de moda, enfim estes comportamentos e estas justificativas acabam ficando piores.

Melhor é a condição dos militares brasileiros, quando envoltos pela parcimônia apontaram que as peças eram de madeira e não poderiam pertencer ao avião. Para que isso, esta postura ? Não estaremos induzindo os franceses ainda insistirem na velha história da guerra da Lagosta e na afirmativa “le Brésil n’est pas un pays sérieux”.

Corpos e destroços só chegam domingo a Fernando de Noronha

Os corpos de possíveis duas vítimas do voo 447 da Air France e o que podem ser destroços da aeronave, encontrados na manhã deste sábado (6), só devem chegar domingo (7) ao arquipélago de Fernando de Noronha, distante 450 milhas náuticas (cerca de 900 km) do local onde os corpos foram encontrados. O trabalho de transporte de tudo o que foi achado caberá à fragata Constituição, que se desloca a uma velocidade de 20 nós (aproximadamente 40 km/h).

No sexto dia do trabalho de buscas, a aeronave R-99, que tem um radar de abertura sintética, localizou objetos na superfície do mar a 69,5 km do ponto em que houve o último aviso de pane da aeronave, que desapareceu dos radares brasileiros no domingo (31), quando fazia o voo Rio-Paris.

Acionada, a corveta Caboclo chegou ao local às 8h14 e iniciou a retirada do material encontrado: uma poltrona da cor azul (a mesma utilizada pela companhia Air France), máscaras de ar comumente usadas em aviões, uma maleta com um laptop e uma mochila de náilon. Depois, foram encontrados dois corpos do sexo masculino.

Na mochilha, havia um cartão de vacinação. E na maleta um bilhete aéreo da Air France. As autoridades brasileiras não informaram os nomes presentes nestes documentos. Só será possível estabelecer a identidade dos corpos depois de cruzamento com os DNAs dos familiares das vítimas, que ainda estão sendo recolhidos.

Os trabalhos de busca continuarão durante todo o sábado. A perícia nos destroços e nos corpos será feita, inicialmente, em Fernando de Noronha. Não há prazo para que o material seja encaminhado ao Recife, onde ficarão disponíveis para as autoridades francesas.

Segundo o major-brigadeiro do ar Luiz Jackson Josuá Costa, comandante do 2º Comando Aéreo Regional, a “fase de busca se superpõe à fase de resgate”.

“Todo trabalho é baseado em normas e acordos internacionais. Desse trabalho rigoroso, tivemos um resultado positivo”, disse o vice-chefe do Centro de Comunicação da Aeronáutica, Jorge Amaral.
Globo

Rizzolo: Nesta tragédia pelo menos os corpos estão sendo encontrados. Isso por incrível que pareça isso é um alento às famílias. Ainda falta muito para desvendar as causas do acidente. Pelo menos agora, ao que tudo indica, surge uma luz na indicação do local aonde os corpos poderão estar. Vamos aguardar.

Publicado em Avião da Air France desaparece, últimas notícias, Brasil, geral, ministro francês não descarta terrorismo, News, Política, Principal, terrorismo Air France, Voo AF447 Air France. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Leave a Comment »

Justiça de Paris abre processo por “homicídio culposo” no voo AF 447

O Tribunal de Paris anunciou nesta sexta-feira a abertura de um processo de “homicídio culposo” sobre o desaparecimento do Airbus A330 da Air France com 228 pessoas a bordo, quando voava do Rio de Janeiro a Paris. O pedido foi encaminhado pelo Ministério Público (MP) local.

De acordo com o tribunal, a investigação aberta não se dirige contra nada ou ninguém em particular e que o caso estará a cargo da magistrada Sylvie Zimmerman.

O Ministério Público disse que o processo foi aberto em Paris porque algumas vítimas moram na capital francesa. Não foi indicado que haja qualquer evidência de criminalidade no caso.

O MP havia aberto uma investigação preliminar na terça-feira à noite e adiantado que “rapidamente” seria iniciado um processo. Fontes do Ministério Público explicaram que a instrução judicial foi levada em consideração, pois “haverá diversas rogatórias internacionais e numerosas vítimas”.

Cada uma das famílias das 228 vítimas receberá uma notificação por correio na qual “será informada a respeito deste procedimento penal, da designação de associações de ajuda às vítimas e do início de um procedimento civil no tribunal de Paris”, acrescentou.

As famílias receberão outra carta da seção civil do Ministério Público para “fornecer a elas todas as informações úteis sobre este procedimento civil”, acrescentou o órgão, que também deu dois números de telefone para que os familiares possam se comunicar com sua seção civil: (00 331) 44 32 67 00 ou (00 331) 44 32 57 04.

folha online

Rizzolo: Na verdade este é o papel do Ministério Público, por hora não existe indícios de crime, contudo do ponto de vista processual há necessidade do procedimento. Essa tragédia ainda está pouco esclarecida, e a tese de atentado ganha força na Europa. Vamos acompanhar.

Publicado em Avião da Air France desaparece, últimas notícias, geral, ministro francês não descarta terrorismo, mundo, News, notícias, Política, política internacional, Principal, terrorismo Air France, Voo AF447 Air France. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Leave a Comment »

Um Imenso Vazio

Esta semana foi banhada com as lágrimas da tristeza por aqueles que se foram no vôo 447 da Air France. Só quem perdeu, disse adeus, e se despediu acenando dos que embarcaram, sabe a dimensão da dor e do sofrimento. Este não foi o primeiro vôo trágico, outros antecederam, como o da Tam em São Paulo. Todos enfim, serviram para dimensionar o sofrimento das perdas repentinas.

Que palavras dizer, como entender, qual a lógica do desenlace da tragédia não anunciada? As explicações surgem em todas as religiões, mas a certeza de que as tragédias nos fazem refletir sobre nosso papel neste mundo, nos eleva na condição de repensarmos o aspecto espiritual de nossas vidas, muitas vezes ocultado pelo materialismo desenfreado do dia-a-dia .

Vidas ceifadas, amores que se foram, filhos queridos que jamais voltarão, traduzem os desperdícios das discórdias, da luta pela busca do material como prioridade, e da fragilidade da condição humana. Talvez seja tempo em que as pessoas devam buscar na espiritualidade, as respostas para os infortúnios da vida.

A lógica divina não pertence à mesma condição da lógica humana, e de nada adianta contestarmos a incapacidade do nosso cérebro de compreender os desígnios de Deus; que por vezes, faz das coisas tristes a maior razão do compreender divino. Se assim agirmos, estaríamos espiritualmente não elevando a alma e a lembrança daqueles que se foram, ao nos conformarmos, ultrapassamos nossa incapacidade diminuta, e sintonizamos uma lógica distante, incompreensível, mas repleta de luz.

Quando as buscas são ineficazes, quando as explicações técnicas das causas se confrontam, e não se vê absolutamente nada a não ser a saudade; fechar os olhos, se conformar e se apaziguar com Deus, é conectar-se com uma a lógica maior, é o caminho para entender o seu último adeus, seu último abraço, e quem sabe este imenso vazio.

*Dedico este texto aqueles que perderam seus entes queridos de forma trágica.

Divulguem este texto. Ajudem a divulgar o Blog do Rizzolo, enviem aos jornais de sua cidade

Fernando Rizzolo

Tenha um sábado de paz.

Publicado em Artigos de Fernando Rizzolo, Avião da Air France desaparece, últimas notícias, Brasil, comportamento, cotidiano, cultura, Deus e você, Dilma Roussef, Direitos Humanos, doença de Dilma Rousseff, espiritualidade, espiritualidade na crise, evangélicos, geral, igrejas evangélicas, Judaismo, Literatura, mundo, News, notícias, poesia, Política, política internacional, Principal, protestantes, RELIGIAO, Religião e Reflexões Espirituais, terrorismo Air France, Voo AF447 Air France. Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Leave a Comment »