Aprovação de Lula bate recorde histórico, diz Datafolha

Embalado por bons resultados na economia e por grande exposição na campanha eleitoral, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quebrou o seu próprio recorde de avaliação positiva. Segundo pesquisa Datafolha, 64% da população considera seu governo ótimo ou bom. O recorde anterior já colocava Lula na frente de todos os presidentes eleitos após a redemocratização.

A reportagem com o resultado da pesquisa pode ser lida na Folha desta sexta-feira. A íntegra está disponível para assinantes do UOL e do jornal.

Pela primeira vez, Lula tem o apoio da maioria no Sudeste (57%), nas regiões metropolitanas (57%), entre os que têm curso superior (55%) e entre os vivem em famílias com renda familiar mensal superior a dez salários mínimos (57%).

Os resultados da pesquisa coincidem com a divulgação de um crescimento do PIB de 6% no primeiro semestre e com o momento em a inflação começa a ceder.

O Datafolha ouviu 2.981 pessoas maiores de 16 anos em 212 municípios do país entre os dias 8 e 11 de setembro. A margem de erro é de dois pontos, para mais ou menos.

Folha online

Rizzolo: É bem verdade que a boa economia do País tem um componente expressivo nessa avaliação. É também verdade que face a um aumento e melhora do cenário internacional, principalmente o asiático, fez com que surgisse um aumento de consumo das commodities, das quais o Brasil é grande fornecedor, contribuindo dessa forma, para esse resultado. Agora o que não se pode deixar de reconhecer, que quer queiram ou não, que Lula é um grande líder. No início da forma como um tocar de violino, ganhou espaço, ou seja, “tomou o poder com a esquerda e tocou com a direita”, tem um discurso de esquerda, até de luta de classes, porem o financiamento e a pavimentação ideológica vem do apoio dos bancos, da financeirização da economia.

Fez também com que o sindicalismo ” fechasse a boca”, adoçando-a com as verbas sindicais, enfim, isso tudo é uma arte; não é para qualquer um, sem contar o discurso e a dialética simples ao se dirigir à população pobre, com analogismos primários mas compreensíveis a qualquer brasileiro. Não pensem que comer “s” num Brasil pobre significa incompetência, Lula pode não ter cultura mas como eu sempre digo “tem um cérebro bom e ágil”. Tenho inúmeras restrições ao governo Lula, e quem acompanha este Blog sabe disso, mas Lula em si, descolado do PT, sem aquela turma do PT do mal, poderia ter até um desempenho melhor, o problema é a esquerda que tenta de toda forma dirigi-lo ideologicamente, dirigi-lo para o afago chavista, essa ” belezura” que assistimos ultimamente, e que um dia até eu me entusiasmei. Por falar na minha classificação em PT do bem e PT do mal, um dia ainda vou relacionar quem são os do PT do bem e quem são os do PT do mal. Não seria uma boa idéia ? Ou será que é tudo ” farinha do mesmo saco” ? – acho que não …