O efeito Dr. Jatene

Ainda me lembro quando li com satisfação, que num jantar no Figueira, restaurante situado nos Jardins na Capital paulistana, o Dr. Jatene ao estar com empresários, passou um pito no presidente da Fiesp Paulo Skaf por sua postura pouco patriota em conspirar sob o manto da Fiesp, a não prorrogação de um tributo sabido necessário em termos de arrecadação, e tecnicamente de difícil sonegação. O Dr. Jatene, homem íntegro, e pai da CPMF, na sua indignação médica, acusou parte do empresariado de egoísta, em não saber compartilhar as riquezas com os pobres, os humildes. Só um cirurgião como ele poderia fazer essa ” intervenção cirúrgica “, rápida e inesperada naqueles que pouco se importam com a saúde dos pobres, mas que no primeiro sinal de disfunção cardíaca correm para um hospital como o Incor que atende pelo SUS.

Comenta-se que para não perder a arrecadação estimada em R$ 40 bilhões da CPMF em 2008, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva cogita levar ao Senado a proposta de elevar o percentual da receita destinada à Saúde. Hoje, da alíquota de 0,38% cobrada sobre cada cheque sacado na rede bancária, só 0,20% vai para o setor para o qual o tributo foi inicialmente criado. A idéia a ser analisada é a de elevar o repasse para 0,30% ou 0,40%. Vejo isso com bons olhos, e é claro, o governo tenta dessa forma cooptar os corações duros dos que ainda são refratários a entender que o rico, aquele que aufere lucro nas suas empresas , precisa aprender a dividir e compactuar das políticas de transferência de renda. Agora o que não podemos aceitar é a panfletagem deslavada golpista daqueles que como diz Lula, ” gostam de sonegar ” . Como sempre digo, fica claro que fugiram das aulas de catecismo, se é que as tiveram , não sabem e nunca se importaram em ler a Bíblia, tem apenas nas suas vidas um ideal; o lucro, o egoísmo, e defender ainda mais os poderosos.

O Brasil precisa de muitos , mas muitos hospitais, e como sempre digo, maior quantidade de médicos “per capta”, se não os encontrarmos no Brasil, podemos traze-los de Cuba. Que tal ? Não seria uma boa idéia ? Ou o corporativismo médico vai argumentar com aquela velha conversa mole que ” médicos cubanos não sabem nada ” ?; o povo brasileiro não pode ficar nas mãos dos empresários da Fiesp, dos Senadores do PSDB que não querem o desenvolvimento social dos pobres, dos jornalistas que exercitam seus argumentos diante das câmeras com o discurso da direita, dos traidores dos interesses do povo, e dos especuladores internacionais. Precisamos sim dos R$ 40 bilhões da CPMF em 2008, de preferência totalmente destinados à Saúde do povo brasileiro, como advoga o Dr. Jatene.

Com muito bom senso, e patriotismo, e olha que não tenho simpatia ao PSDB, o governador Serra e Aécio, lutam para reverter parte da oposição Tucana a votar de forma favorável ao imposto; numa verdadeira operação de catequese daqueles que há muito abandoram o senso de moral e cristianismo. Isso podemos inferir e nos salta aos olhos quando observamos a frieza e a indiferença da forma como vêem os mais necessitados que vivem no nosso Brasil.

Fernando Rizzolo