Com ironia, Kassab diz que briga pela paternidade de obras o deixa “muito feliz”

O prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM), afirmou nesta quinta-feira que a disputa pela autoria de algumas obras da prefeitura o deixa “muito feliz” porque demonstra o reconhecimento dos adversários às suas realizações. Ele também retrucou Alckmin ao dizer que sabe reconhecer quando uma boa obra foi feita em administrações anteriores.

“Posso dizer que estou muito feliz e agradeço tanto a ex-prefeita [e candidata Marta Suplicy, do PT] quando ao ex-governador [e candidato Geraldo Alckmin, do PSDB] os elogios que fazem às nossas realizações”, afirmou o prefeito logo depois de entregar carteiras para viagens a idosos no centro da cidade.

Ontem, Alckmin afirmou que as AMAs (assistências médicas ambulatoriais) –uma das principais bandeiras eleitorais de Kassab– foram realizadas quando ele ainda era governador de São Paulo. “O governo, em parceria com a prefeitura, fez 23 AMAs.” Ele disse que o Estado desembolsou em sua época R$ 36 milhões entre investimento e custeio.

Já a ex-prefeita visitou ontem o Centro Cultural da Juventude. A assessoria de Marta dizia que a estrutura do prédio foi feita por ela, mas o site da prefeitura diz que o centro foi inaugurado pelo então prefeito José Serra (PSDB), hoje governador.

“Todos eles elogiando as ações que faço na prefeitura visitando o nosso Centro da Juventude, as AMAs, os CEUs (centos educacionais unificados) e até querendo assumir a paternidade deles me deixam muito feliz”, disse Kassab.

Alckmin havia criticado os políticos que não reconheciam a realização de administradores anteriores. Sobre o assunto, Kassab rebateu dizendo que é um político diferente. “O que são coisas boas, mas não foram realizadas em nossa gestão, eu sempre elogiei e continuarei elogiando.”

Folha Online

Rizzolo: Não há dúvida que a gestão kassab foi muito boa. Temos que reconhecer isso. Toda minha restrição na questão PSDB-DEM, era em relação ao comportamento de tucanos que deveriam apoiar candidatos de seu partido – PSDB- e não provocar uma crise interna. Contudo, passado o constrangimento, podemos observar não só o caráter pessoal de Kassab que é uma pessoa boa, com um espírito empreendedor e dotado de uma “retidão administrativa” invejável.

Aqueles que querem difama-lo, principalmente petistas, tentando impregnar sua imagem à do ex-prefeito Celso Pitta, com as expressões pejorativas tipo ” gestão Pitta-Kassab”, esquecem que sua participação naquela gestão foi pequena, até porque ficou pouco tempo no governo. Agora contou, sim, a gestão Pitta-Kassab com a colaboração daquele que seria o secretário de candidata Marta Suplicy (PT), Jorge Wilheim, quando ela assumiu a prefeitura em 2001. Portanto não adianta Dona Marta falar de gestão Pitta-Kassab, que isso a remeterá de plano à participação do ex-secretário da petista no mesmo governo.