A insônia do Comandante Joseph Kernan

Tudo começou de mansinho, como se ao fundo ouvisse um som de Bossa Nova, com uma a letra que mais parecia “look around”; mas uma coisa era certa, o Brasil do samba, da Bossa Nova era diferente, ele sabia que o batuque, o carnaval, o povo tranquilo, nada tinha a ver com as Farc, ou guerrilha. Na verdade o Brasil para Quarta Frota, na visão do contra-almirante Joseph Kernan, parecia apenas algo territorial, algo que dificultaria uma melhor observação da Venezuela, Equador, e Colômbia; um território que digamos, atrapalhava um pouco a visão vinda do Atlântico.

Foi então quando as notícias começaram a surgir, denúncias de emails envolvendo membros do governo às Farc, troca de olhares entre o governo brasileiro e companheiros do grupo guerrilheiro, pouca reprovação do governo e da esquerda em relação as Farc, denúncias de membros do governo auxiliando membros e “padres” das Farc no Brasil, e o pior, o ” pito” do governo brasileiro ao tirar satisfação dos EUA, sobre o que a Quarta Frota estava ali fazendo. Estariam os americanos interessados em saquear nossas reservas de petróleo?

Joseph Kernan um contra-almirante da marinha pertence ao grupo SEAL, um comando de elite com homens selecionados para as mais difíceis operações especiais, e comandante da Quarta Frota começou a ficar preocupado, aquilo não era o País da Bossa Nova, um Páis democrático, nada fazia sentido, naquela noite o comandante literalmente perdeu o sono. O que ele não sabia, é que muitos por aqui também, já há muito tempo não dormem tranquilos, face às notícias que a cada dia denotam cada vez mais a relação entre as Farc e o PT.

De volta à realidade, se refletirmos sobre essa questão das Farc no Brasil, uma coisa é certa, se a missão americana for humanitária, com alimentos e remédios, que tragam pelo menos Lexotan e Prozac, porque do jeito que a coisa anda, a democracia brasileira e na América Latina corre perigo. Rússia, China, Irã, Coréia do Norte, todos querem vender armas a Chavez, e se vingar dos EUA por estarem há muitos anos em seus territórios, querem desta feita estabelecer “bases” na nossa região, inspirados nos conceitos pouco democráticos de seus países.

Contudo, como é Sábado e pouco posso falar sobre política, me contenho a olhar a praia, ouvir Bossa Nova, e lembrar que liberdade combina com democracia; e por entre as tristes denúncias de envolvimento do PT com as Farc, com a constatação do sucateamento das nossas Forças Armadas, e o saber que as nossas fronteiras abertas estão, bebo meu ultimo gole de Johnnie Walker, e ao invés de chamar o Johnnie mais uma vez, prefiro gritar e chamar o Kernan !

Pelo menos em nome da democracia, ou da inocência do senadores Eduardo Suplicy (PT-SP) e Pedro Simon (PMDB-RS), que depois de tudo apurado, ainda querem passar uma carraspana nos candidatos Obama e MacCain em virtude da presença da Quarta Frota. As Farc agradecem, e os brasileiros patriotas não dormem.

Obs. Os fatos aqui relatados são fictícios ( é bom avisar !!! )

Fernando Rizzolo