Rússia não prevê aumentar o volume de fabricação dos mísseis “Topol M”

topol-rs-12m-bg-1.jpg

Rússia não prevê incrementar o volume de fabricação dos mísseis “Topol M”( VIDEO), prejudicando a realização de programas sociais, informou o vice-primeiro-ministro do governo da Rússia , Serguei Ivanov.

“ Não precisamos de produzir 30 “ Topol-M” por ano. Pois, não estariam de sobra , mas em tal caso veríamos obrigados a reduzir programas sociais” , disse Ivanov , em discurso numa reunião desta sexta-feira (07) com os veteranos da Comissão Industrial Militar que está por cumprir 50 anos. Necessitamos de seis a sete sistemas de mísseis por ano”, disse Ivanov.

Mencionou entretanto que o país precisa alcançar a paridade nuclear com os Estados Unidos. “Os fracos não são amados nem ouvidos -são insultados; quando tivermos paridade eles falarão conosco de outro modo”, afirmou Ivanov.

O presidenciável russo falou ao Comissão sobre um belicoso conselho que teria recebido do ex-secretário da Defesa norte-americano Donald Rumsfeld, um dos principais articuladores da Doutrina Bush. “O mesmo Donald Rumsfeld, que passou a infância em Chicago, famosa pelos mafiosos, me disse: “eles ouvem melhor seus argumentos se, além de sorrir, você tiver um arma no bolso’.”
A paridade seria qualitativa e não quantitativa, segundo Ivanov.

Pravda. Ru

Por Lyuba Lulko

Rizzolo: O Topol é um míssil móvel de três estágios e uma única ogiva. Mede 29,5 metros de comprimento e 1,7 de diâmetro. Pesa mais de 1000 Kg e pode entregar a sua ogiva a um alcance máximo de 10,500 Km com uma precisão (CEP) de 900 metros. O fato de ser um míssil móvel aumenta sua taxa de sobrevivência e torna-o numa das armas mais temíveis do arsenal nuclear russo.

Este lançamento serviu com propósito de demonstrar ao mundo que a Rússia continua a ser uma potencia nuclear e que a operacionalidade das suas forças nucleares continua elevada, apesar do deficiente financiamento dos últimos anos, agora compensado com o incremento das verbas oriundas do aumento do preço do petróleo. Veja o Video no Texto

Lançado com êxito míssil balístico intercontinental RS-12M Topol

topol-rs-12m-bg.jpg

O míssil balístico intercontinental (VIDEO) RS-12M Topol , (VIDEO ) TOPOL-M foi lançado esta quinta-feira (18) desde o cosmódromo de Plesetsk e destruiu com êxito um alvo simulado no polígono localizado na península de Kamchatka” (extremo leste da Rússia) a 8 mil quilômetros do local do lançamento .

“Este lançamento permite prolongar até 2021 o prazo de serviço operacional do sistema de mísseis Topol”, destacaram as fontes no Ministério da Defesa à Ria-Novosti. Desde setembro de 1981 foram realizados 79 lançamentos deste tipo de mísseis desde Plesetsk, 800 quilômetros ao nordeste de Moscou.

Destes, 43 foram exclusivamente de treino militar e os demais para verificar os parâmetros de vôo dos mísseis e a infra-estrutura de lançamento.

O polígono de Kamchatka, com uma extensão de 10 mil quilômetros quadrados, em seus 46 anos de funcionamento serviu de alvo em mais de 5.500 ocasiões para comprovar a efetividade do arsenal nuclear russo.

Os MBI RS-12M Topol, em operação desde 1980, são mísseis de três fases e de combustível sólido de 22,3 metros de comprimento e 45 toneladas de peso.

Estes mísseis, nas Forças Armadas da Rússia desde 1980, são fabricados em duas modalidades: os de lugar fixo ou em silos e os móveis, que podem ser transportados em caminhões ou sobre vagões de trem.

Pravda.Ru

Rizzolo: O teste do míssil RS-12 M Topol de acordo com o Coronel Alexander Vosvk, tornou-se o sexto teste do sistema que visa neutralizar o sistema aéreo americano. O comando militar russo esteve mantendo toda a logística sob o controle durante o lançamento do míssil. O teste demonstrou, que a eficácia total do míssil na não interceptação do mesmo por forças inimigas.

De acordo com informações não oficiais, o arsenal russo de tropas estratégicas já posicionou o sistema de mísseis Topol-M. Eles planejam usar o sistema fixo e em bases móveis no futuro. A origem em sistemas de complexos balísticos foi incluída no arsenal russo no início de 1997. Havia quatro unidades de mísseis nas tropas de trabalho russo com os sistemas Topol -M. Cada uma das unidades tem mais de dez mísseis balísticos intercontinentais, de acordo com fontes oficiais russas.

Não é à toa que Putin mandou um recado ontem a Bush, quando o mesmo começou a “ balbuciar sobre uma eventual terceira guerra mundial “ dizendo o seguinte: “ Cuidado, Bush, nós não somos o Iraque “.

Veja o vídeo acima !